sábado, 29 de maio de 2021

Manifestantes vão às ruas em ato de protesto contra Bolsonaro

Além da saída do presidente, grupo cobrava também por mais vacinas. 


Milhares de manifestantes realizam um protesto no Centro do Rio, neste sábado (29), contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a favor de causas como a aceleração do ritmo da vacinação, defesa do auxílio emergencial e valorização da educação e da saúde no país.

Por volta das 10h, já havia concentração de um grupo de manifestantes na estátua do Zumbi de Palmares, na Praça Mauá. Às 11h20, os manifestantes começaram a caminhada pela Avenida Presidente Vargas, em direção à Candelária.

Entre gritos de ordem contra o governo Bolsonaro, críticas à política de imunização contra a Covid-19 e exigências de vacinas, os manifestantes entraram pela Avenida Passos, passaram pela Praça Tiradentes e Rua da Carioca para voltarem a se concentrar no Largo da Carioca.

Durante todo o ato, quase todos os manifestantes utilizaram máscaras. Também era possível ver pessoas usando e compartilhando álcool em gel. No entanto, durante quase toda a manifestação, mesmo durante a concentração, a distância de segurança necessária à prevenção do coronavírus não foi respeitada e ocorreram aglomerações.

Depois de se concentrar por cerca de meia hora no Largo da Carioca, a passeata, já menor, entrou na Avenida Rio Branco e seguiu até a Cinelândia.


Segundo o major da Polícia Militar, Adelino Azevedo, do 4 BPM (São Cristóvão), três faixas da Presidente Vargas foram interrompidas para que os manifestantes pudessem fazer o ato.

Ele informou que cerca de 200 policiais participaram do patrulhamento do ato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!