sábado, 29 de maio de 2021

Estudo aponta alta concentração de Coronavírus nos registros da região Metropolitana do Rio

Dados foram retirados nas análises da primeira quinzena de maio. 


Um estudo recente da Rede Monitoramento Covid, vinculada à Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), identificou uma tendência de aumento nas concentrações do Coronavírus no esgoto da Região Metropolitana do Rio de Janeiro nas últimas semanas.

Segundo o levantamento, as concentrações estão elevadas – acima de 25 mil cópias do vírus por litro – em todos os 10 pontos monitorados, sendo 4 estações de tratamento de esgoto (ETEs) na capital do estado (Alegria, Penha, Barra da Tijuca e Vargem Grande), uma em São João de Meriti (Sarapuí), na Baixada Fluminense, e uma em São Gonçalo.

Ainda no município do Rio, especificamente falando, nas estações elevatórias Leblon e André Azevedo, assim como nas ETEs Pavuna e ETIG, as concentrações estão em níveis elevados. Essa situação se manteve nas semanas epidemiológicas 18 (02 a 08 de maio) e 19 (09 a 15 de maio).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!