quinta-feira, 1 de abril de 2021

Vacina da Pfizer tem quase 100% de eficácia contra a Covid-19 e protege contra variante sul-africana

Cepa semelhante a mutação da África do Sul foi detectada em São Paulo. 

A vacina da Pfizer, contra a Covid-19 tem 91% de eficácia contra o vírus, chegando a atingir ainda 100% na cepa sul-africana. 

Os dados foram revelados nesta quinta-feira (01) depois de testes realizados pela Pfizer e BioNTech, fabricantes do imunizante, em estudos realizados em pessoas vacinadas com as duas doses nos últimos seis meses.

O imunizante demonstrou ainda uma eficácia de 100% na prevenção da Covid-19 entre os participantes do estudo na África do Sul, onde uma nova variante chamada B1351 é dominante, embora o número desses participantes seja relativamente pequeno, com cerca de 800 pessoas.

A vacina da Pfizer foi a primeira aplicada no mundo e tem registro definitivo no Brasil, concedido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o que permite a vacinação em massa e comercialização com o setor privado, mas não há doses disponíveis no país. 

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a Pfizer deve entregar até 13,5 milhões de doses até junho. A expectativa é que os primeiros lotes cheguem entre abril e maio, conforme divulgado na segunda-feira (29).

A taxa de proteção de 91,3% da vacina da Pfizer é inferior aos 95% de proteção divulgada anteriormente, em um estudo feito com 44 mil pessoas, depois que uma série de variantes se tornaram prevalentes no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!