domingo, 7 de março de 2021

Prefeitura de Queimados cancela eventos em comemoração ao Dia Internacional da Mulher


Motivo segundo a Prefeitura é o aumento da Covid-19 na cidade e no estado. 


A Prefeitura de Queimados informou através de postagem em sua fan page no Facebook, que os eventos relacionados ao Dia Internacional da Mulher que aconteceriam nesta segunda-feira (08) estão cancelados. 

Ainda na postagem, a Prefeitura confirmou que o motivo é os números da Covid-19 que tem aumentado em todo país. 

Queimados inclusive, segundo classificação da Secretaria Estadual (SES) de Saúde entrou na zona de alto risco no mapa que mostra a visão geral da pandemia no estado. Vale destacar que ainda de acordo com a SES, a zona de risco em pequenos municípios como no caso de Queimados, a variação de um óbito para dois dentro de uma semana, impacta direto no aumento da pontuação total. 

Neste domingo (07), a Secretaria Municipal de Saúde explicou como é feita essa classificação: 


Diante das mudanças no panorama sobre a COVID 19 do nosso estado, queremos esclarecer a nossa população dados importantes sobre como essa classificação é feita.

*Como sabemos qual o risco epidemiológico o município se encontra?*

A avaliação de risco é feita através de indicadores, com base no cálculo da taxa de incidência de casos novos ativos, da taxa de mortalidade e na taxa de internação por COVID 19. Os parâmetros de risco são estratificados em: (i) altíssimo risco (vermelho), (ii) alto risco (laranja), (ii) médio risco (amarelo), (iv) baixo risco (verde) e (v) baixíssimo risco (branco). Essa avaliação é feita semanalmente, visto que podem ocorrer oscilações nos indicadores de acordo com o comportamento da doença, e os resultados apurados através dos indicadores que auxiliam na tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme estratificação de risco no município.

*A avaliação de risco do município pode estar diferente da avaliação do estado?*

Sim. O Estado utiliza o mesmo parâmetro para avaliação de risco nos 92 municípios, isso quer dizer que nem sempre os indicadores utilizados são os mais adequados para municípios de menor porte. Sendo assim, o próprio Estado destaca que, a avaliação final da situação de cada localidade cabe às prefeituras e às secretarias municipais de saúde, considerando a sua capacidade de resposta a um possível quadro de agravamento da pandemia.

*Por que Queimados saiu da bandeira amarela (Estado) para a bandeira vermelha (Estado)?*

Porque um dos indicadores que são calculados é a taxa de ocupação de leitos. Como o hospital de campanha foi desmobilizado pela baixa demanda nos últimos 15 dias, o Estado entende que a ausência de leitos se dá pela sua ocupação. Isso faz com que haja essa mudança brusca na classificação. Além disso, a Prefeitura do Rio informou neste sábado (6) que os leitos de UTI da rede SUS no município estão 93% ocupados. Os motivos para o aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade são: (i) o bloqueio feito pela Fiocruz de 18 leitos para a chegada de pacientes de Manaus; e (ii) a decisão da prefeitura por manter pacientes na UTI que já poderiam voltar para o setor de enfermaria.

*Quando é necessário um Hospital de Campanha?*

Um hospital de campanha é um recurso temporário, que deve ser mobilizado quando há o risco da população acometida por determinada doença não obtenha acesso ao atendimento dos serviços de saúde regulares (hospitais, unidades de urgência e emergência) em tempo oportuno. Quando há queda na demanda por internações e estas podem ser realizadas pelos serviços de saúde regulares, os hospitais de campanha perdem sua funcionalidade e não há justificativa para manutenção desse recurso. 

*Qual é o plano de enfretamento da COVID19 no município de Queimados após desmobilização do Hospital de Campanha?*

Apesar da desmobilização do hospital de campanha, o município conta com o centro de testagem e triagem da COVID19 funcionando de 8 às 17h de segunda a sexta-feira. Além disso, casos que demandem a necessidade de internação estão sendo atendidos na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA 24h) e em caso de necessidade estão sendo regulados para os hospitais de referência do nosso Estado.

Em audiência Pública, a Secretária de Saúde explicou que havendo uma mudança no cenário da COVID 19, estaríamos habilitando leitos pra tratar o nosso munícipe com qualidade na assistência prestada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!