terça-feira, 23 de março de 2021

No sufoco: com salários atrasados, funcionários do Cethid pedem socorro

 


Prestadora de serviços pela Prefeitura na unidade também é a "Se Liga", mesma empresa que gere a Maternidade, que já registrou mais quatro demissões. 

Assim como os funcionários da Maternidade Municipal de Queimados, os funcionários do Cethid, também questionam os salários de fevereiro em atraso, ambos os locais administrados pela 'Se Liga' terceirizada da Prefeitura responsável pela administração das unidades. 

Não é só a Maternidade que está com os salários atrasados, no Cethid está a mesma coisa. Por favor, nos ajude, está muito difícil, e a empresa não dá previsão de pagamento – disse um dos funcionários em contato com a Revista Queimados. 

Nossa reportagem entrou em contato com a 'Se Liga', na última segunda-feira (22), quando um dos representantes deu garantias que até o fim do dia desta terça-feira (23) o salário dos funcionários da Maternidade seria quitado. Buscamos contato novamente com a empresa para termos uma posição sobre o Cethid, mas até o fechamento desta reportagem não havíamos recebido retorno. 

Sem salários e com mais demissões

Ainda com salários atrasados, os funcionários da Maternidade vêem aumentar a lista de dispensa, que já contou com mais quatro funcionários demitidos, chegando ao número de 13 funcionários dispensados em menos de uma semana. 

Vale destacar que as demissões começaram após o modesto feito por uma equipe, que antes de iniciar o turno, realizaram um protesto vestindo camisas pretas e nariz de palhaço. Diversos funcionários que apareceram na foto tiveram o contrato encerrado. 

Vale destacar ainda que a 'Se Liga' alega que as demissões não tem relação com o protesto e sim uma coincidência, pois os funcionários desligados fazem parte de um relatório da coordenação de enfermagem que conta com diversas condutas indisciplinares. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!