domingo, 14 de março de 2021

Apesar do avanço da Covid-19 em todo estado, secretário de saúde descarta colapso hospitalar


De acordo com Carlos Alberto Chaves, apesar do alto risco em cidades sem unidade hospitalar, ainda há como remanejar os doentes para outros municípios.


Os números da Covid-19 vem aumentando em todo país, com diversos estados entrando em colapso nas unidades de saúde, tanto na rede pública, quanto na rede privada. Fato que ainda não atingiu o Rio de Janeiro, pelo menos é o que garante o Secretário Estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves. 

No último boletim estadual, divulgado na última sexta-feira (12), cinco cidades, entre elas Queimados, chegaram a bandeira roxa zona mais alta de uma escala até cinco nos níveis de risco em relação à Covid-19. 

Em entrevista ao blog do Edmilson Ávila, da rede Globo, Carlos Alberto Chaves, explicou alguns fatores que fizeram essas cidades (Itaguaí, Mesquita, Nilópolis, Queimados e Seropédica) chegarem a bandeira roxa. A avaliação, segundo o Secretário, leva em conta indicadores como o número de mortos na última semana, a ocupação dos leitos e a procura por atendimento. 

Carlos Alberto Chaves disse ainda que a rede hospitalar não vai entrar em colapso, pois há como remanejar os doentes para outros municípios.

Outras regiões pioraram de nível, com a capital e a Baixada Fluminense, que na atualização de 15 dias atrás estavam com risco baixo, pularam o risco moderado e foram para o risco alto.

O 21º boletim traz ainda duas regiões na bandeira vermelha: o Centro-Sul e o Noroeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!