sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Suspeitas de casos de nepotismo e influência de Deputado Federal em indicação de cargos do primeiro escalão marcam início da era Kaiser em Queimados

 Parentes da secretária de Saúde e do prefeito teriam sido nomeados no governo. E políticos ligados ao presidente do Solidariedade, Áureo Ribeiro, nomeados secretários

“Precisamos fazer a diferença de fato. Tem que ficar bem claro qual rumos que temos que seguir. Não dá para vivermos nossas vidas de forma egoísta, pensando em nosso bem-estar e da nossa família”.  Essas foram as palavras proferidas pela atual secretária de Saúde, Drª. Marcelle Nayda Pires Peixoto, logo após ser escolhida pelo prefeito Glauco Kaiser para representar todos os secretários municipais na cerimônia de posse, no dia 1 de janeiro, realizada na Câmara Municipal de Queimados. Mas poucas horas depois, o que se viu na prática foram ações bem diferentes. 

Dr. Marcelle no discurso de posse 

Marcelle levou para trabalhar ao seu lado nada mais, nada menos que quatro membros da família. Logo no dia primeiro, seu primo Ronildo Ferreira de Oliveira foi nomeado para exercer o cargo Subsecretário de Assuntos Institucionais e Estratégicos, ato que foi revogado em seguida. Quatro dias mais tarde foi a vez dos primos Tânia Oliveira Alves, João victor Vaz Ferreira, Emerson de Oliveira Ferreira serem nomeados. 

                                             


Não foram só pessoas com laços próximos da atual secretária de saúde que foram premiados com cargos no governo.  Conforme o Portal B divulgou, o concunhado do prefeito Glauco Kaizer, o agente comunitário de saúde, Reginaldo Ragner Silva Ribeiro, conseguiu uma licença sem vencimento para resolver problemas particulares, mas foi nomeado em seguida Subsecretário Adjunto de Infraestrutura na Secretaria Municipal de Saúde. Na prática, ele deixou de cobrir uma área da atenção primária para exercer um cargo administrativo.




E há ainda uma nomeação prevista, mas ainda não efetuada que envolve o cunhado do prefeito Glauco Kaiser. Trata-se do capitão PM Filipe Cardoso de Azevedo, já cedido pela Secretaria de Estado da Polícia Militar para a Prefeitura de Queimados, a fim de exercer o cargo de Secretário Municipal do Centro Integrado de Segurança Pública. Os casos de nepotismo nao são novidades em Queimados. Em 2009, o entao prefeito Max Lemos nomeou o irmao Lenine para ocupar o cargo de Secretário de Educação. Dois anos mais tarde veio a decisao do STF para afastá-lo da função.



Aliados de Áureo ganham espaço no primeiro escalão do governo

Se na secretaria de saúde os laços de família se fazem presentes, em outras pastas do governo, um político influente do Rio de Janeiro estaria exercendo sua influência na escolha dos servidores da prefeitura: o Deputado Federal Áureo, que preside o Solidariedade no estado do Rio, partido do prefeito Glauco Kaiser.

                                   


Na Agricultura, foi nomeado como secretário, o político Carlos Castilho do Nascimento, que é aliado de longa data do Deputado Áureo, desde os tempos em que presidia o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Castilho já foi candidato a Deputado Estadual. 





Já Romulo Sales, que foi nomeado secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, era funcionário até bem pouco tempo da Secretaria de Estado de Cultura, comandada pela irmã de Áureo, Daniella Barros. 


Na subsecretaria de Esportes, outro nome ligado a Áureo: Flavio Marcelo de Almeida, que já ocupou, inclusive, o cargo de secretário parlamentar do deputado em Brasília. 

Deputado Áureo em visita ao amigo Flávio de Almeida
quando ocupava o cargo de secretário de Agricultura em 
Engenheiro Paulo de Frontin

Flávio de Almeida já ocupou cargo 
no gabinete Parlamentar de Áureo


                                      


Procurada, a Prefeitura de Queimados não se manifestou até o fechamento desta matéria. Mas em reportagem veiculada hoje cedo pelo RJTV soltaram a nota de que os parentes da secretaria de saúde são de quarto grau, o que não configura nepotismo e que o cunhado do prefeito Glauco Kaiser não foi nomeado. O espaço segue aberto para os esclarecimentos...

Um comentário:

  1. Gostaria que lessem a seguinte nota:

    "Ao contrário do que foi noticiado pela reportagem do RJ TV 1ª edição, RONILDO FERREIRA DE OLIVEIRA não é tio ou parente da Secretária Marcelle Nayda, apenas é casado com uma prima de Marcelle. Que é servidor efetivo da prefeitura há 23 anos, que durante os anos de 2009 até 2019 foi assessor jurídico da Secretaria Municipal de Saúde. Nunca pediu cargo comissionado na gestão do prefeito Glauco Kaiser; que a publicação da nomeação no cargo de subsecretário municipal de assuntos estratégicos do governo no dia 01/01/2021 decorreu de um equívoco do gabinete do prefeito, mas que foi corrigido no Diário Oficial de Queimados no dia 04/01/2021, sendo tornada sem efeito; que não pretende ocupar cargo comissionado na secretaria municipal de saúde, justamente para não ser acusado de nepotismo ou qualquer prática imoral; que é advogado inscrito na OAB/RJ há 19 anos; que possui reputação ilibada; que lamenta a postura da Rede Globo de televisão que cometeu o erro de não checar a sua fonte e agir de forma tão leviana, não lhe procurando para ouvir sua versão da história"

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!