quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Polícia deflagra operação contra saques irregulares do Auxílio Emergencial



A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (10) a operação batizada como "Segunda Parcela", que visa reprimir fraudes no Auxílio Emergencial. 

Essa já é a maior operação na história para coibir esse tipo de crime, quando cerca de 152 policiais federais participam da operação. 

A PF cumpriu 42 mandados de busca e apreensão, 7 mandados de prisão e 13 mandados de sequestro de bens. Ainda foi determinado o bloqueio de valores de até R$ 650 mil, em diversas contas que receberam os benefícios fraudados. 

A operação foi realizada em 14 estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Bahia, Santa Catarina, Tocantins, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão, Piauí e Mato Grosso do Sul.

No Rio, os mandados são cumpridos na Rocinha, na Zona Sul da capital, onde 4 mandados de prisão temporária e outros 4 de busca apreensão, todos expedidos pela 10ª Vara Federal Criminal do Rio. O trabalho conta com o apoio da Polícia Militar.

Segunda a PF, o Auxílio Emergencial teve mais de sessenta milhões de beneficiados. E todos os pagamentos indevidamente realizados são objeto de análise por parte da PF. Portanto, se orienta fortemente àqueles que requereram e receberam as parcelas, sem preencherem os requisitos da lei, que realizem a devolução dos valores, sob pena de estarem sujeitos à investigação criminal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!