sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Bolsonaro defende votos em cédula a partir de 2022

 


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (05) em transmissão pelas redes sociais que vai mergulhar no próximo ano no Congresso para aprovar uma proposta que estabeleça o voto impresso em cédulas para as eleições 2022. 

Nós temos sim, está bastante avançado o estudo, a gente quer no ano que vem, mergulhar na Câmara e no Senado para que a gente possa realmente ter um sistema eleitoral confiável em 22 – disse o presidente em sua live semanal. 

A declaração de Bolsonaro veio na mesma noite em que Donald Trump questionou sem provas o sistema eleitoral americano, que é realizado através de votos por cédula. 

Por meio de seu Twitter, um dos filhos do presidente, o senador Eduardo Bolsonaro, explicou vou seria o processo: 

Como seria o processo? O eleitor votaria na urna e teria seu voto impresso na hora. Então, ele teria a chance de conferir se ambos batem.

Estando tudo certo, o comprovante impresso seria depositado em outra urna, criando uma segunda barreira de segurança contra fraudes. 

Embora o próprio presidente venha questionando o sistema de apuração via Urna Eletrônica, o processo existe desde 1996 no país e nunca houve um registro de fraude. De acordo ainda com o Superior Tribunal Eleitoral, o sistema brasileiro é seguro e cristalino. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!