quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Bolsonaro é intimado a depor presencialmente mas AGU recorre contra decisão


O presidente Jair Bolsonaro foi intimado por decisão do Ministro Celso de Melo, do Superior Tribunal Federal, a depor presencialmente no caso de suspeita de interferência na Polícia Federal. 

O caso tomou conhecimento público após o ex ministro Sérgio Moro acusar o presidente de tentativa de proteger seus familiares, mexendo na chefia da PF do Rio de Janeiro. 

A Advocacia-geral da União (AGU) recorreu da decisão, cobrando que o depoimento de Bolsonaro seja por escrito 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!