terça-feira, 25 de agosto de 2020

Segundo a família, motorista de aplicativo assassinado em Queimados não teria reagido ao assalto

 

O motorista de aplicativo Douglas Pereira, de 33 anos, foi assassinado em Queimados na manhã do último sábado (22), quando criminosos teriam abordado o motorista no Bairro São Cristóvão, próximo ao Cethid. 

De acordo com a primeira versão da polícia, ele teria sido alvejado com um tiro na barriga após reagir ao assalto, porém, a família não acredita nesse versão. 

Segundo o pai da vítima, Eses Marques, o carro de Douglas estava no seguro e não teria motivo para reagir: "O carro tinha seguro e ele poderia deixar que levassem. Por isso, não acredito nessa versão, acho que eles atiraram na covardia", contou Eses.

Segundo a polícia, Douglas foi vítima de uma quadrilha que teria roubado ao menos mais outros três veículos no mesmo dia. Com Douglas, além do carro, eles teriam levado a carteira, dinheiro e celular. A polícia chegou a alcançar os criminosos nas imediações da estrada Carlos Sampaio, houve troca de tiros no local mas os bandidos conseguiram escalar. 

Douglas Pereira foi sepultado no cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita, na Baixada Fluminense, sob muita comoção e indignação: "Espero que haja justiça para que outros pais não venham chorar como eu e minha esposa estamos chorando", desabafou Eses, contando ainda que seu filho trabalhava com Van escolar, no entanto, passou para o serviço de aplicativo por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). 

O caso já foi passado para a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense que investiga o crime. 


Fonte: Notícias de Queimados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!