quarta-feira, 24 de junho de 2020

Deputado Max Lemos corre o risco de perder o mandato após briga com a Família Picciani



Insatisfeito com a forma como o MDB vinha sendo conduzido no estado do Rio de Janeiro, o deputado Max Lemos  pediu desfiliação por justa causa e ingressou no fim de abril no PSDB. A decisão, no entanto, despertou a ira da Família Picciani que tenta na justiça tirar o mandato do parlamentar. 

No primeiro round da batalha judicial, melhor para a Família Picciani, antes aliada e agora inimiga número 1 de Max. A Procuradora Regional Eleitoral, Silvana Batini, em parecer publicado na última terça-feira (23), negou o pedido de desfiliação do deputado, alegando que o pedido seria sem procedência, haja vista, que o político sempre teve destaque dentro do MDB seu antigo partido.

Com isso, a procuradoria Regional Eleitoral recomendou a cassação do mandato de Max. Agora, o processo seguirá para a elaboração do relatório final e em seguida votação do colegiado. Caso a maioria opte pela cassação do mandato, Max ainda poderá recorrer em instâncias superiores. Ou seja, a perda do mandato, caso de fato ocorra, não seria imediata. 

Procurado pela nossa reportagem, o deputado Max Lemos afirmou  que "respeita o parecer do MP", mas irá aguardar o julgamento do colegiado, "acreditando firmemente na justiça".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!