terça-feira, 28 de janeiro de 2020

MINISTÉRIO DA SAÚDE ANALISA POSSÍVEIS CASO DE CORONAVÍRUS NO BRASIL

O ministro da justiça, Luis Henrique Mandetta  declarou na manhã desta terça-feira (28) que existe um caso suspeito de ter contraído o coronavírus no Brasil, mais precisamente em Minas Gerais.
De acordo com Mandetta, cerca de 7 mil rumores de coronavírus foram analisados pelo ministério, dos quais 127 exigiram a verificação se estavam dentro de um padrão, resultando em 1 caso suspeito, o de uma mulher que viajou recentemente para a cidade chinesa de Wuhan, o epicentro do surto do vírus.
Na semana passada, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais chegou a anunciar como suspeito de coronavírus o caso de uma paciente que esteve na China e que apresentou sintomas respiratórios, mas posteriormente o caso foi descartado após receber diretrizes do Ministério da Saúde.
Segundo o ministro, a partir de agora o governo mudou a definição para casos suspeitos seguindo orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e passará a tratar "todo e qualquer eventual caso suspeito aqueles procedentes da China". Anteriormente, a orientação era que só seriam considerados suspeitos casos que fossem procedentes da cidade onde está o epicentro do vírus.
Ainda nesta terça-feira (27), outro caso suspeito. Dessa vez, um homem de aproximadamente 40 anos chegou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Leopoldo alegando ter febre desde segunda à noite. Conforme o secretário municipal de Saúde, Ricardo Charão, ele mora em Kunming, uma cidade a cerca de 1.500km da província de Hubei, onde fica Wuhan, cidade considerada como o epicentro do coronavírus.
A prefeitura explica que ele teve material coletado, que foi encaminhado ao Laboratório Central do Estado (Lacen). O paciente segue internado e em isolamento para observação. No entanto, o secretário afirma que o caso está em observação e é de baixo risco.
O governo da China anunciou nesta terça-feira que 106 pessoas morreram devido ao novo coronavírus descoberto em Wuhan, que está se espalhando pelo país. O número total de casos confirmados na China aumentou para 4.515 em 27 de janeiro, segundo a Comissão Nacional de Saúde do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!