terça-feira, 24 de setembro de 2019

Cidade mais violenta ou menos protegida ? Batalhão de Queimados "sofre" com número de agentes



Não é novidade pra ninguém que a cidade de Queimados está no topo do ranking das cidades mais violentas do país, tendo ficado com a quinta colocação na última pesquisa. 

Entre um dos principais motivos pelo alto número da criminalidade é a falta de policiamento, questionamento esse feito por vários moradores. 

Pois bem, apesar de ser apontada como uma das cidades mais violentas do país, o 24°BPM (Queimados), mas que cobre também Japeri, Seropédica, Paracambi e Itaguaí, conta com cerca de meio policial por quilômetro quadrado. 46 vezes menos que o 23°BPM (Leblon) na Zona Sul do Rio, e que cobre também as áreas de Ipanema, Gávea, São Conrado, Jardim Botânico e Lagoa Rodrigo de Freitas, que conta com cerca de 23 agentes por quilômetro quadrado. 

Essa não é uma exclusividade de Queimados. O 20°BPM (Mesquita), que cobre também Nova Iguaçu e Nilópolis, possui cerca de 14 vezes menos policiais que o batalhão do Lebon. 

Diante de tais números, o ex prefeito de Queimados e atual Deputado, Max Lemos (MDB), levou a conta até o Secretário de Polícia Militar, Rogério Figueiredo, para buscar uma.melhora no contingente da Baixada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!