quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Queimados tem o melhor IDEB da história

Educação de Queimados saltou para a vice-liderança na Baixada Fluminense.  Investimento no pedagógico e valorização do magistério são os diferenciais


O ano letivo de 2018 foi de muito trabalho e conquistas inéditas para Queimados. Pela primeira vez na história da cidade, a educação assumiu a segunda colocação do ranking da Baixada Fluminense no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) aferido pelo MEC (Ministério da Educação). O município chegou perto de bater a meta nacional e alcançou sua melhor média com nota 4,55.

No quesito estrutura, uma rede de ensino com cara nova: além da reforma e ampliação da Escola Municipal Oscar Weinschenck - que está em fase de conclusão – e São José, mutirões de pintura, reparos e melhorias nas redes elétricas e hidráulicas das unidades escolares realizaram a manutenção necessária para um bom ambiente de aprendizado.

Além disso, uma parceria da Prefeitura junto ao Governo Federal viabilizou a aquisição de 1700 carteiras escolares e 250 kits de mesa e cadeira para professores. Mais 2 mil carteiras e 150 conjuntos para docentes já foram solicitados para compor toda a rede municipal e devem chegar em breve.

Uniformizados e de posse de kits escolares entregues pela gestão no início do ano, os cerca de 15 mil alunos da rede municipal trabalharam bastante em saca de aula. Sob o tema “Quem ama a sua história, conserva a sua memória”, os estudantes promoveram diversas atividades pedagógicas de resgate às origens de Queimados, das quais se destacaram o Festival de Música infantil, o tradicional Desfile Cívico pela Independência do Brasil e uma grande Mostra Pedagógica em praça pública.

Também não faltaram eventos para o corpo docente. No Dia dos Professores, por exemplo, os educadores receberam palavras de incentivo e exemplos de superação do ex-técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho por meio da palestra “A arte de ser mestre”.

A cidade também recebeu uma comitiva portuguesa para debater os desafios da Educação Especial. Com o Teatro Metodista lotado, o encontro “Caminhando para uma escola inclusiva: Brasil-Portugal” promoveu uma emocionante troca de experiências sobre o tema. Os docentes lusitanos acompanharam apresentações artísticas realizadas pelos alunos da rede pública e conheceram as dependências de unidades de ensino do município. Para 2019, a grande novidade será o concurso público do magistério.

"Sabíamos do desafio e conseguimos, em pouco tempo, alcançar nosso primeiro objetivo. Estamos no grupo da frente neste ranking dos maiores municípios do estado. Agora é trabalhar com calma e muita seriedade para bater a meta nacional", destacou Lenine Lemos, Secretário Municipal de Educação.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!