quarta-feira, 25 de abril de 2018

Cantora e compositora Fátima Guedes se apresenta em Queimados nesta sexta


Artista, com 40 anos de carreira, vai apresentar canções consagradas por grandes ícones da MPB



Fatima Guedes apresentará grandes sucessos
Queimados abre as cortinas para receber uma das grandes artistas da Música Popular Brasileira. A cantora e compositora Fátima Guedes será a convidada desta sexta-feira (27) do projeto Palco Aberto Premier e vai apresentar seus sucessos alcançados em 40 anos de carreira. O evento será realizado no Premier Flat (Avenida Vereador Marinho Hemetério de Oliveira, 853, Pacaembu). O show de abertura ficará por conta da cantora queimadense Raquel Batalha. Os ingressos podem ser comprados a 20 reais pelo site http://www.portaldequeimados-rj.com.br/fatimaguedes/.

A artista apresentará o show “Coisas Eternas”, o mesmo que realizou na sala Baden Power, em Copacabana, e no Centro de Música Artur da Távola, na Tijuca, há pouco tempo. Fátima Guedes tem 14 discos gravados como cantora e é autora de alguns clássicos da MPB, como ‘Onze Fitas’, gravada por Elis Regina, e ‘Flor de Ir Embora’, com Maria Bethânia, e de várias outras composições gravadas por Nei Mato Grosso, Zizi Possi, Leila Pinheiro e Nana Caimmy, entre outros.

Resultado de imagem para raquel batalha queimados
Raquel Batalha fará o show de abertura
A Cantora e compositora carioca, começou sua carreira em 1978 quando foi apresentada por Elis Regina em seu especial de TV. No ano seguinte, gravou seu primeiro disco que trazia as canções “Onze Fitas” e “As Meninas da Cidade”, que logo entraram no repertório de Elis.  Em 1980, tornou-se mais conhecida com a música “Mais Uma Boca”, que concorreu no Festival MPB/Shell. 

Nos anos 80, teve suas músicas gravadas por grandes nomes como Maria Bethânia, Nana Caymmi, Simone, Ney Matogrosso e Zizi Possi. Nos anos seguintes, outros nomes entraram para a lista de intérpretes de suas canções: Alcione, Leila Pinheiro, Emilio Santiago, Leny Andrade, Beth Carvalho, Alaide Costa, Jane Duboc, Mônica Salmaso e muitos outros.

Várias de suas composições alcançaram sucesso nessa época como “Cheiro de Mato”, “Arco-Íris”, “Lápis de Cor”, ”Absinto” e “Condenados”. A partir de “Coração de Louca” (1989) começou a mostrar seu talento como intérprete. 

Em “Pra Bom Entendedor” (1993) e “Grande Tempo” (1995) gravou Guinga e Aldir Blanc, Moacyr Luz, Lenine, Djavan, entre outros. Enquanto isso, lançava novos sucessos como “Faca”, “Flor de Ir Embora” e “Minha Nossa Senhora”. 

Em 1999, lançou “Muito Intensa”, trabalho autoral que traz parcerias com Djavan, Ivan Lins, Joyce, Adriana Calcanhotto e Nei Lopes.  Seu repertório autoral mais recente inclui parcerias com Ivan Lins e Jorge Vercilo. Em outubro de 2006, lançou o CD "Outros Tons", um trabalho de intérprete no qual resgata canções pouco conhecidas de Tom Jobim da década de 50.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!