segunda-feira, 10 de abril de 2017

Lenine Lemos é homenageado por sua luta por crianças com Down e Autismo

Professor queimadense recebeu medalha Alumini Diamante da Universidade Estácio de Sá 

Redação - Professor universitário e secretário municipal de Educação de Queimados, na Baixada Fluminense, Lenine Lemos foi surpreendido durante uma cerimônia de formatura das turmas de marketing da Universidade Estácio de Sá, campus Nova Iguaçu, no último sábado (8). No evento realizado no Garden Party, na Taquara,  o queimadense foi homenageado com a medalha Alumini Diamante, honraria oferecida por sua luta a favor das crianças com síndrome de Down e Autismo.

A Medalha Alumni Diamante visa homenagear ex-alunos com atuação relevantes em iniciativas sociais, educacionais, culturais e ações empreendedoras. Pessoas que vivenciaram história de crescimento pessoal e profissional, superação, atos de bravura, realizaram relevante trabalho voluntário, atuaram em momentos de calamidade pública e outras ações em benefício da sociedade e que servem de inspiração e motivação para toda comunidade Estácio. A honraria foi entregue pelo gestor da unidade, Diego Viana. 

Atualmente professor de Marketing da unidade, Lenine Lemos intensificou sua luta pela inclusão de crianças com síndrome de down e autismo, após o nascimento de sua filhinha Júlia Lemos, hoje com seis anos. Julinha é down e, ao lado da esposa Ana Paula Simões, o educador desenvolve uma campanha de conscientização, inclusive com outdoors em várias partes da cidade. Ele ainda prepara um livro para ser lançado ainda este ano contando as experiências adquiridas através do convívio com a filhinha especial. 

O professor destaca a felicidade em ser lembrado pela universidade e receber um prêmio muito importante para sua vida pessoal e profissional: "Fico muito feliz e surpreso em receber a medalha. Hoje sou professor, mas fui aluno da Estácio e me honro muito disso. Foi aqui que me formei e consegui forças para alavancar minha luta a favor da inclusão. Na secretaria de Educação de Queimados estamos levando salas de recursos às escolas públicas para atender as crianças  com dificuldade de aprendizagem que participam das aulas regulares, inclusive alunos com down e autismo", destacou Lenine. 

Foi em sua gestão que Queimados criou o o NAE (Núcleo de Apoio ao Estudante), que dá assistência aos alunos que têm algum tipo de dificuldade de aprendizagem. Atualmente, o serviço é referência em todo o Brasil. 

No último dia 2 de abril foi comemorado o dia do autismo e a secretaria de Educação de Queimados realizou diversas atividades para intensificar a conscientização sobre o tema. Várias escolas da rede municipal e o Teatro da cidade abriram as portas para o tema. A ideia das secretarias municipais de Educação e Saúde foi mostrar para a comunidade os avanços que a cidade tem conquistado na área e buscar a maior conscientização no trato com os alunos especiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!