segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

No embalo paralímpico

Secretaria de Esporte e Lazer vai oferecer ainda neste primeiro semestre aulas esportivas para deficientes
Golpes certeiros, disposição de sobra, arremessos perfeitos e muito suor marcaram o “Verão Esporte Fest”, evento esportivo realizado no último final de semana no Ginásio Municipal Metodista em Queimados, na Baixada Fluminense. Mas, foram as novidades anunciadas pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer que chamaram a atenção do público: A partir deste semestre a Vila Olímpica do município irá oferecer gratuitamente quatro modalidades paralímpicas: bocha, vôlei sentado, Badminton e Ginástica rítmica. Não para por aí: Em maio, a cidade deve sediar o Campeonato Carioca de Handebol em cadeira de rodas.
Na semana passada, a secretaria abriu inscrições para três novos esportes olímpicos: Taekwondo, Badminton e Boxe, que se juntam aos outros nove que já são oferecidos ao longo dos anos na Vila Olímpica. “Já tínhamos o projeto do esporte paralímpico há algum tempo e o sucesso do basquete em cadeira de rodas no Verão Esporte Fest nos fez acelerar ainda mais a ideia de abrir as portas da Vila Olímpica também para os deficientes físicos. Até junho já estaremos com as vagas disponíveis para estas quatro modalidades”, ressaltou a Secretária de Esporte e Lazer de Queimados, Isabelle Ferrão.
O Verão Esporte Fest aconteceu pela segunda vez em Queimados e reuniu cerca de 500 atletas de seis modalidades diferentes.  As artes marciais dominaram os dois dias de competição, entre elas: Muay Thai, Judô, Jiu-Jitsu e Karatê. Cerca de mil pessoas assistiram das arquibancadas à competição que teve apoio da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, a Top Cats eventos e patrocínio da Light.

Alta temperatura
A diarista Ester Rocha, 25 anos, enfrentou o forte calor que chegava aos 35 graus e foi prestigiar o evento. Ela que é moradora do bairro Fanchem se encantou com o jogo exibição de basquete em cadeiras de rodas: “Achei muito legal, afinal, a maioria vê a deficiência como o fim de tudo. Porém, estes atletas mostram que todo mundo pode dar a volta por cima e se superar”, ressaltou.
Um dos destaques do time azul da ANDEF foi Mario Belo, de 38 anos. Seu time venceu o adversário de branco por 6 a 1, mas o resultado foi o que menos importou. Ele pratica o esporte paralímpico há dois anos e viu sua vida se transformar depois da inserção no esporte. “Com três anos de idade, por sequelas de poliomielite, tive paralisia infantil. Foi difícil, mas hoje o esporte representa tudo na minha vida. Sou o herói dos meus amigos e parentes. Sou um cidadão de verdade, mesmo com a deficiência. Supero todas as barreiras em minha frente”, destacou Mário, que também joga Handebol em cadeira de rodas.

Resultado de imagem para facebook


CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ACONTECE NA CIDADE:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!