quinta-feira, 30 de abril de 2015

EDITORIAL: Adeus, Caboclo. Obrigado por ter vivido entre nós!


Editorial: Faleceu hoje pela manhã uma das mais ilustres e queridas figuras da política queimadense, o ex-vice-prefeito Luiz Gonzaga de Macedo, aos 90 anos de idade.Nascido no Rio Grande do Norte, mas queimadense de coração, chegou à nossa cidade em 1954, oriundo dos seringais da amazônia, razão por que fazia questão de se autodenominar  'caboclo'.  Auto-didata, conhecedor profundo de política, exímio orador, foi militante e dirigente do Partido Comunista, nos anos 50 e 60;  do MDB, nas décadas de 70 e 80; e militante do PMDB desde sua fundação até os dias atuais.

Já na década de 50, estimulava a organização social e comunitária em nossa cidade. Participou da organização da festa do Centenário de Queimados, em 1958. Colaborou com o Centro Pró-Melhoramentos da Pedreira, responsável pela construção da Escola Municipal atualmente denominada Diva Teixeira e pelo Centro Médico da Pedreira. Já naquela ocasião discutia com seus pares no PCB e com as lideranças políticas locais a proposta da Emancipação de Queimados.

Na década de 60, trabalhou nas Forjas Brasileiras e dirigiu a sessão local do Sindicato dos Metalúrgicos. Foi perseguido, preso e torturado pela Ditadura Militar e costumava mostrar, sem rancor, com peculiar dignidade, as marcas da Ditadura em seu corpo.

Nas décadas de 70 e 80 trabalhou como gerente de uma loja de materiais de 
construção no centro de Queimados. Do balcão da loja, durante muitos anos, já como dirigente do antigo MDB, comandava a política local. Em 1976, lançou a candidatura do então bancário José Américo da Silva, elegendo-o vereador por Queimados na Câmara Municipal de Nova Iguaçu. Em 1978, lançou a candidatura de Ismael Lopes a Deputado Estadual, pelo MDB, que naquele ano liderou as eleições no município, alcançando uma suplência na Assembléia Legislativa.

A partir de 1984, engajou-se na luta pela Emancipação de Queimados, cuja primeira votação, em 1987, não alcançou quorum suficiente, por conta do desinteresse dos eleitores de Cabuçu, que era então um bairro de Queimados (2º Distrito). A luta foi retomada em 1989 e no dia 25 de novembro de 1990 finalmente Queimados alcança a condição de município, tendo Gonzaga como um dos principais líderes desse processo.

Em 1992, primeira eleição municipal, o 'caboclo' Luiz Gonzaga de Macedo se elege primeiro  vice-prefeito de Queimados, na chapa encabeçada pelo Dr. Jorge Pereira e assume a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Agricultura.Gonzaga foi também um dos fundadores do Radioclube de Queimados (Rádio Novos Rumos), que presidiu no período 2004/2005. Nessa época comandava o programa radiofônico 'Brasil Caboclo'.

Atualmente, Luiz Gonzaga de Macedo presidia a Associação Circo Social Baixada. Empobrecemos hoje com a partida de Gonzaga. Abre-se um vácuo no quadro político queimadense.  Só daqui a uns cem ou mais anos ou quem sabe nunca mais surgirá nesta cidade um político da envergadura moral, da lucidez, do conteúdo, da autenticidade, da generosidade e do brilhantismo do velho caboclo Luiz Gonzaga de Macedo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!