sexta-feira, 26 de julho de 2013

Disputa na bola e comunhão na fé fazem Campeonato Evangélico de Futebol ser um sucesso em Queimados


Thiago Machado (esq) é uma das armas da ADEQ para o Bi Campeonato
Leandro Machado, Rio - A decisão do Campeonato Evangélico de Futebol de Queimados/2013 acontecerá entre ADEQ (Assembleia de Deus) x Universal do Reino de Deus. A partida decisiva acontece neste sábado (27), no campo do Jardim da Fonte, a partir das 14h30, com entrada franca. A competição, que tem apoio da Secretaria de Esporte e Lazer de Queimados, começou com 16 equipes este ano e contou com cerca de 400 atletas inscritos e chega no seu jogo final cercada de muita expectativa. 
A equipe “assembleiana” luta pelo Bi-Campeonato e tem como principais armas para conseguir o feito inédito o ex-jogador do Paysandu-PA e Juventus-RJ, Thiago Machado, e um dos destaques do Duque de Caxias no Campeonato Carioca deste ano, o lateral Antônio Carlos. Pelo lado da IURD, a dupla de zaga Joel e Augusto, já atuaram nas divisões de bases de Flamengo e Fluminense, respectivamente.
Claudinei e Monteiro em reunião para acertar 
os últimos detalhes para a final
Nas semi-finais as duas equipes atropelaram os adversários para se classificarem para a final. Em uma chave, a ADEQ enfrentou a Comunidade Evangélica e venceu apertado o primeiro jogo (1 a 0), mas no segundo confronto, goleada por 6 a 2, para consolidar a ida para a grande decisão. Já a Universal fez o contrário: Na primeira partida, vitória de 6 a 2 sobre a Assembleia de Deus da Fontinha e no segundo, empate em 2 a 2. 
O Secretário de Esporte e Lazer de Queimados, Luiz Carlos Monteiro, disse que o seguimento evangélico é muito forte na cidade, por isso o torneio cresce a cada ano: " O nosso município tem muitos protestantes. O campeonato realizado por eles é organizado e sem nenhum tipo de problema e a cada edição fica melhor. Por isto a secretaria tem um orgulho em dar o suporte que precisam". Disse.
Futebol como meio de evangelização
A competição, que agita as principais igrejas evangélicas da cidade, além da disputa pelo título, tem a missão de evangelizar, ou seja, levar a fé protestante às pessoas. Para isso, uma das regras do campeonato é a inclusão de até três jogadores, por equipe, que não façam parte de nenhuma denominação evangélica. Para o Presidente da Liga Evangélica Independente de Queimados, Claudinei dos Santos, o campeonato serve para interação entre as igrejas e para a conversão de mais adeptos para a fé evangélica: “Hoje os evangélicos na cidade se conhecem mais, se tornam mais próximos por causa do esporte. Muitos jovens também conheceram a palavra de Deus a partir do Campeonato Evangélico”. Frisou.
A eficácia deste método de evangelismo se dá nos resultados: só nesta edição do campeonato, cerca de 5 jovens se decidiram pela religião. “Jovens que estavam indo por caminhos errados, fazendo coisas desagradáveis e, hoje, dão exemplo de que as pessoas podem mudar”. Disse Claudinei.
Rafael Davi, 28 anos, se decidiu pela religião, minutos depois de a ADEQ conseguir a vaga para a finalíssima. “Eu sempre tive vontade de seguir, mas me faltava força. A união dos jogadores e comissão me incentivou e tenho certeza que fiz uma grande escolha na minha vida”. Disse. Hoje ele pretende seguir na igreja e se tornar cantor gospel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!