terça-feira, 18 de junho de 2013

Queimados recebe símbolos da Jornada Mundial da Juventude nesta quinta

Fotos: Felipe Carvalho
Felipe Carvalho-Rio. “Cristo nos convida: Venham, meus amigos! Cristo nos envia: Sejam missionários. Juventude, primavera: esperança do amanhecer; quem escuta este chamado acolhe o dom de crer”. Esse trecho do hino oficial da Jornada Mundial da Juventude, Esperança do Amanhecer, será entoado por diversas vezes nesta quinta-feira, 20, em Queimados. O motivo é que a cidade receberá os símbolos da JMJ, evento organizado pela Igreja Católica e neste ano será realizado no Rio de Janeiro, entre os dias 23 a 28 de julho.

A acolhida dos símbolos acontecerá às 09h da manhã na entrada de Queimados e, em seguida, eles seguirão em carreata até a Praça Nossa Senhora da Conceição, por onde permanecerão até às 18h30, quando irão seguir em procissão pelas Ruas Irmãos Guinlé, Travessa Marques, Laerte Acácio da Silva, Ministro Odilon Braga, Hortência até chegar a Praça dos Eucaliptos onde será realizada a missa que será presidida pelo Bispo da Diocese D. Luciano Bergamin e contará com a presença do Prefeito Max Lemos e da vice Márcia Teixeira.

Para o Padre Elias Carvalho, 29, a Jornada Mundial da Juventude é um momento de fé e de renovação para a comunidade de católicos, que estão acompanhando a caminhada dos símbolos da JMJ pela cidade. “A participação das pessoas nesta caminhada da Cruz Peregrina e do Ícone da Nossa Senhora, em especial dos jovens, representa o fortalecimento da fé em Cristo. Esperamos que seja um momento que marque a vida religiosa da cidade”, concluiu Elias.

Fortalecimento da fé

O jovem Eloi Farias, de 25 anos, que pertence a Pastoral da Juventude da Paróquia Nossa Senhora de Fátima afirmou que os símbolos da JMJ, representam que Deus está sim no meio dos povos e mais precisamente no meio dos jovens. “Esta Cruz já passou por vários países desde 2003 e representa a união dos jovens da igreja católica e, com certeza, vai fortalecer a fé cristã não só dos jovens como de todos. A cruz representa as dificuldades que nós passamos e cada dificuldade vencida é sinal de que Deus caminha conosco”, disse Eloi.

Os símbolos compreendem uma cruz de madeira com 3,8 metros, que foi construída e colocada como emblema da fé católica, perto do altar principal na Basílica de São Pedro durante o ano Santo da Redenção, em 1984. No final daquele ano, depois de fechar a porta santa, o Papa João Paulo II deu essa cruz aos jovens como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade e a imagem de Nossa Senhora a fim de que fosse um sinal da presença materna durante a peregrinação.

___________________________________________________________________________________



Curta a página oficial da Revista Queimados.com no Facebook e saiba das principais notícias da cidade e concorra a prêmios todo mês. Clique no link: http://www.facebook.com/pages/Revista-Queimadoscom/281646351865481

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!