quinta-feira, 9 de maio de 2013

Ribeirinhos terão direito a casa própria em Queimados


Felipe Carvalho-Rio. O sonho da casa própria começa a se tornar realidade para as famílias que convivem com o drama do odor e o grande quantitativo de pessoas dentro de uma mesma casa, as margens do Rio Abel, em Queimados. Isso porque a população ribeirinha deixará de viver em condições insalubres para morar em uma residência com dois quartos, sala, cozinha e até área de serviço. As crianças, que antes brincavam à beira do rio, com riscos de contraírem doenças, terão direito a um playground, com casinhas, bancos de areia, gangorras e balanços, através do Programa Minha Casa, Minha Vida, com a construção de 1.500 apartamentos que estão em andamento no Bairro Eldorado e tem a previsão de entrega para outubro deste ano.

A Região também está recebendo diversos equipamentos públicos, como um Posto de Saúde, duas creches, o estádio municipal de futebol, além de obras de saneamento e pavimentação. Nesta semana, a Prefeitura deu início a demolição de 25 casas, localizadas no trecho que compreende entre as Ruas José Maria Coelho e Avenida Padre Marques, no centro. Até as Unidades Habitacionais ficarem prontas, as famílias serão reassentadas para o aluguel social no valor de R$ 300,00 mensais. Até o final da demolição das casas, 110 famílias serão contempladas com o benefício e quando se mudarem para a casa própria ainda terão desconto nas contas de luz e água.

O Secretário Municipal de Habitação, Cacau Nogueira, fez um trabalho prévio de conscientização, visitando cada morador para entender a melhor maneira de reassentar as pessoas que viviam em construções irregulares. “O Prefeito Max Lemos nos orientou a conversar com as pessoas, para explicar que não estamos tirando a casa de ninguém, pelo contrário, estamos melhorando a vida de cada um e eles entenderam a proposta. Essa primeira etapa foi um sucesso, da maneira mais tranquila possível e isso nos deixa muito feliz”, disse Cacau.

Maria Regina de Oliveira, 61, morava há 30 anos na beira do Rio Abel em uma casa pequena, que aglomerava toda a família: filhos, netos e sobrinhos, chegando a 20 pessoas. Com a demolição da moradia insalubre, a prefeitura ofereceu o aluguel social e futuramente garantirá a casa própria para cada filho de Dona Maria, que ficou emocionada durante a mudança para a casa nova. “A gente sabe que é difícil, abandonar um lar, onde vivemos há anos. Mas ao mesmo tempo, entendemos que nossas condições eram precárias, dormíamos todos espremidos e agora passaremos a ter uma melhor qualidade de vida. Meu sonho era que os meus filhos que são assalariados tivessem sua casa própria e isso se tornará real”, comemorou a matriarca da família Oliveira.

Rio canalizado e ciclovia para lazer

As demolições das casas localizadas as margens do Rio Abel estão sendo necessárias, porque o principal corpo hídrico do Município de Queimados está sendo canalizado. O projeto de revitalização inclui arborização das margens, com construção de áreas de lazer, instalação de aparelhos de ginástica, ciclovia, pista de corrida e pontes de acesso. Além do Centro, o Rio Abel corta oito bairros na cidade: São Roque, Vila Pacaembu, Santa Eugênia, Valdariosa, São Miguel, Eldorado e Vila Coimbra. Ao todo, seis pontes estão em construção com o objetivo de facilitar o trânsito de pedestres e de veículos entre os bairros.


___________________________________________________________________________________

Curta a página oficial da Revista Queimados.com no Facebook e saiba das principais notícias da cidade e concorra a prêmios todo mês. Clique no link: http://www.facebook.com/pages/Revista-Queimadoscom/281646351865481

7 comentários:

  1. Prefeito max,essa dona maria regina de oliveira,é uma trambiqueira,pois na casa dela não morava esse tanto de pessoas[familia]não,ela fez isso para tirar proveito da situação,trouxe pessoas de outra localidade,de outra cidade,dizendo que eles moravam juntos,maior safadeza isso,tirando o direito de outros que realmente precisam,e que teriam que ser retirados da beira rio,e tem muitos fazendo isso,reveja isso por favor,tem muitos te passando a perna tirando aproveito dessa situação...

    ResponderExcluir
  2. E quantos trambiqueiros estão no Condomínio Valdariosa, o popular Carandiru. Marcelo gordo Meio Ambiente, SGT ENEAS, TINHA da funerária,funcionários da Prefeitura entre outros, O Ministério Público esta investigando ,pois pessoas sem condições de pagar aluguel, desempregadas estão aguardando serem chamados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueceram de vários funcionários da prefeitura entre eles Paulinho da moleta funcionário da Secretaria de Serviços públicos.

      Excluir
  3. Ela falou muito ''bonito'',''assalariados'' ?! reportagem manipulada pelo governo, e até que enfim foi retirados esse pessoal, porque o tráfico de drogas e prostituição que rola nessa localidade não é brincadeira não. Detalhe é o PSDB, lhes deram R$ 1.800 reis, de uma única vez para os 6 meses, de aluguel.
    Sacanagem é que o nosso dinheiro vai ser financiado para o comercio ilícito de drogas,Sr. Prefeito, poderia aproveitar e fiscalizar o vigia que vem vendendo Diesel da obra kkkk pouca vergonha ! E tbm o fato de não haver uma única viatura mas do outro lado da cidade aonde esta havendo a obra do Rio Abel, é uma pouca vergonha a forma como as estatisticas de violencia em Queimados esta sendo tratada.

    ResponderExcluir
  4. EN TEMPO PROGRESSO DENTRO DA LEI SIM, PROGRESSO FORA DA LEI NÃO!! HÁ VARIAS PESSOAS QUE FORAM RETIRADAS DE SUAS CASAS E COMERCIO AO LONGO DO RIO ABEL COM A PROMESSA DE UM PAGAMENTO DE ALUGUEL SOCIAL DE 300 REAIS E JÁ ESTÃO HÁ 3 MESES SEM O PROMETIDO DINHEIRO. ESSAS PESSOAS FORAM ENGANADAS, POR SEREM LEIGAS SAIRAM NO PAPO E AGORA VÃO SER HUMILHADOS. ELES ANTES DE SAIREM DEVERIAM IR AO MINISTERIO PUBLICO PARA FORMALIZAR A SUA EXISTENCIA AO LONGO DO RIO ABEL E TAMBÉM COMUNICAR A MARINHA DO BRASIL SOBRE A EXISTENCIA DESSA OBRA POIS ELA DA FORMA QUE ESTÃO CONSTRUINDO FERE O NOVO CÓDIGO FLORESTAL
    LEI Nº 12.651, DE 25 DE MAIO DE 2012 E TAMBÉM O TÍTULO III
    ORDENAMENTO TERRITORIAL DAS POLÍTICAS MUNICIPAIS CAPÍTULO I
    DA POLÍTICA AMBIENTAL DO PLANO DIRETOR DE QUEIMADOS (X - Preservar os ecossistemas naturais do Município, em especial os Rios Abel,
    Camorim e Queimados, os Fragmentos de Mata, os Morros, as orlas dos rios
    Guandu e Sarapó.

    ResponderExcluir
  5. Parabens ao nosso Prefeito Max Lemos e toda a sua equipe, aos novos vereadores que apesar de filiados a outros partidos políticos formam a engrenagem da máquina administrativa priorizando o engrandecimento desta Cidade que pouco evoluiu nos governos anteriores. Isto sim é comprometimento com a sociedade queimadense.

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!