sexta-feira, 1 de março de 2013

Queimados realiza aula inaugural do pacto pela alfabetização na idade certa

Crédito: Luiz Ambrósio/PMQ
Felipe Carvalho-rio. Visando garantir a alfabetização de todas as crianças até os oito anos de idade, o Município de Queimados realizou nesta quinta-feira, 28, a aula inaugural do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). A atividade foi realizada no Teatro Escola Professora Marlice Margarida Ferreira da Cunha e teve como objetivo apresentar o cronograma e desenvolvimento do pacto na cidade. A meta da Secretaria de Educação é de que 200 professores dos anos iniciais - 1º ao 3º do ensino fundamental- participem do curso, que se estenderá até a última semana de novembro.

As aulas serão ministradas uma vez por mês, aos sábados, nas dependências do Teatro Municipal. Os professores responsáveis por transmitir os conteúdos, são os que se formaram no programa Pró-Letramento, que ofereceu formação continuada para os educadores do município, a fim de proporcionar a melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Os docentes ganharão uma bolsa auxílio no valor de R$ 200 mensais, financiada pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), através do Sistema de Gestão de Bolsas.

A professora da UFFRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), Mônica Fernandes foi a responsável por realizar a palestra da noite, que falou sobre a introdução aos eixos temáticos da Unidade I, composta pelos temas: currículo, alfabetização e letramento, avaliação e inclusão.  Segundo a palestrante a meta do MEC é de que 100% das crianças brasileiras estejam plenamente alfabetizadas. “E não estamos falando de apenas saber ler e escrever, mas também de saber interpretar textos e fazer contas, para isso, o trabalho irá além do governo. É preciso criar um pacto entre sociedade, família, escola e governantes”, frisou a docente.

De acordo com a Secretária de Educação, Mirian Motta, o processo de alfabetização é um dos marcos de sua Pasta. “O Prefeito Max Lemos nos orientou buscar a excelência pedagógica. Hoje é uma noite importante, pois estamos iniciando mais uma etapa complementar para a alfabetizar nossas crianças. Digo isso, porque a leitura é o marco do nosso projeto político- pedagógico, cujo tema é  ler, escrever e sonhar é só começar. É uma honra poder compartilhar este aprendizado com nossos docentes e, juntos vamos trabalhar através de formações, salas de leitura, bibliotecas nas escolas, enfim, investir para a alfabetização de nossas crianças”, disse.

Mais de 5.300 municípios brasileiros aderiram ao PNAIC. O governo federal fornecerá incentivos financeiros e assistência técnica e pedagógica, visando formar 360 mil professores alfabetizadores até 2015. “A iniciativa do Ministério da Educação partiu dos dados levantados pelo Censo 2010. Ao todo, são 15,2% as crianças brasileiras em idade escolar que não sabem ler, nem escrever”, explicou a Subsecretária de Educação do Município, Lina Vasconcellos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!