domingo, 17 de março de 2013

Jovem queimadense morre aos 19 anos com suspeita de Dengue Hemorrágica


                                                                  Créditos: Maíra Coelho/ Jornal O Dia                                                                                 
Redação, Rio- Tatiane da Conceição, de 19 anos, moradora de Queimados, na Baixada Fluminense,  morreu nesta sexta-feira de manhã, no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas uma série de equívocos cerca o caso.

No sábado, a jovem começou a apresentar sintomas da dengue, como dores no corpo, febre e fraqueza. A mãe, Lusinete da Conceição, levou-a terça-feira a uma policlínica em Japeri. “O médico apenas receitou antibiótico e dipirona (analgésico), e disse que ela poderia ir para casa”.

A dipirona não deve ser receitada em caso de suspeita de dengue. Na quarta-feira, a mãe levou Tatiane à UPA de Queimados. O exame revelou que o número de plaquetas no sangue era de apenas 9 mil, quando o normal seria 142 mil.

Lusinete da Conceição, mãe da jovem Tatiane, de 19 anos, que morreu ontem com suspeita de dengue em Nova Iguaçu: atendimento médico em Japeri pode ter sido equivocado. A jovem passou todo o dia na unidade, e o médico internou-a. Na troca de plantão, porém, outro médico receitou dipirona e disse que Tatiane deveria ir para casa.

Na manhã de quinta-feira, a jovem apresentava sangramento pela boca. Lusinete novamente levou a filha à UPA de Queimados. Ela teria de ser transferida para a Posse. Mas, quando a transferência aconteceu, já não havia tempo para mais nada.

Em nota, o hospital informou que a paciente chegou à unidade em estado gravíssimo e que seu quadro clínico era compatível com dengue hemorrágica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!