segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Lenine Lemos pode vir candidato a Deputado Federal

Créditos: Arquivo pessoal
Felipe Carvalho e Leandro Machado-Rio. O ex-secretário de educação de Queimados Lenine Lemos surge como nome forte para a próxima disputa a Deputado Federal. Professor da Universidade Estácio de Sá, Gestor e profissional de marketing, o moço está sendo considerado uma revelação no meio político, pela facilidade de articulação e por coordenar campanhas vitoriosas.  Lenine foi afastado da Secretaria de Educação no final de 2011 pelo STF por ser irmão do Prefeito Max Lemos (PMDB).

Fomos recebidos por Lenine Lemos em sua chácara, onde, diz o entrevistado, ser seu lugar de paz. Ali planeja seus planos de marketing, corrige as provas de seus alunos e está escrevendo dois livros: O primeiro que deverá ser lançado ainda no primeiro semestre desse ano, que falará sobre a relação dos portadores da síndrome de down em família e na sociedade e o segundo,  que será lançado até o final de 2013 que falará de marketing político, suas intervenções para uma campanha vitoriosa.

Graduado e pós-graduado em Marketing e Gestão Pública com especialização em Docência Superior, Lenine sempre se destaca pela facilidade na gestão de pessoas e organizar grupos vencedores, seja na área publica ou privada. Atou em empresas como CODENI, SENAC-RIO, ADMINISTRADORA DE IMOVEIS, CÂMARA MUNICIPAL  E PREFEITURA DE QUEIMADOS entre outras, vamos a entrevista:

REVISTA QUEIMADOS-  Você é considerado por alguns, um gestor organizado e com uma característica que poucos apresentam na gestão publica: Consegue separar a técnica da política. É claro que isso traz um pouco de desgaste, que é visível quando se fala do Lenine na Prefeitura. E aí?

LENINE LEMOS- Entendo que há tempo e lugar para tudo nessa vida! Enquanto estamos em campanha politica ou preparando as candidaturas e os partidos e as disputas eleitorais, vivemos um momento. Mas quando somos chamados para administrar uma pasta na prefeitura, precisamos nos comportar como gestor público, pois somos pagos para isso. É claro que nem sempre alguns colaboradores serviço publico estão preparados para esse novo momento da gestão e ficam aborrecidos com a cobrança para vencer a burocracia e aí acontece um desgaste pessoal para o gestor. Mas não me importo de ser chato se isso vai beneficiar o povo ou dar mais serenidade a gestão.

RQ: Não há dúvida que houve uma considerável mudança no comportamento do país em relação a gestão publica sob o aspecto da transparência. Como o você vê esse novo momento?

L.L.  Nosso país já sofreu muito com a ditadura e a falta de informação. Hoje com a globalização e a internet podemos saber exatamente quando cada governo recebe de recursos e onde são aplicados. Quem ganha é a população e seriedade da gestão e mais, ganha também o gestor, pois se fizer um bom trabalho, será naturalmente reconhecido.

RQ: Sabemos que você foi afastado no final de 2011  pelo STF (Supremo Tribunal Federal ) da Secretaria Municipal de Educação por força de uma denúncia do Ministério Público por ser irmão do Prefeito Max Lemos. Nesse caso configurando o Nepotismo. Sabemos que é um assunto polêmico e poucas vezes a imprensa tratou isso em nossa cidade, ouviu o senhor ou o prefeito sobre esse assunto. O senhor pode nos falar sobe o assunto ou lhe incomoda?

L.L: Bem, falar do assunto não me incomoda, pois quando o prefeito me nomeou, ele sabia o que estava fazendo e quem ele estava nomeando. No Rio de Janeiro e no Brasil tem centenas de parentes nomeados em cargos de primeiro escalão, por não haver impedimento claro para tal. A sumula vinculante que trata do assunto, menciona cargos técnicos de maneira geral, mas no entendimento diversos juristas e advogados, o cargo de secretário é um cargo político e não um cargo técnico. Por isso diversos municípios no país tem parentes nomeados nesses cargos. Mas isso é uma questão de interpretação da lei e aí depende muito do relator que recebe o processo.

Boa Gestão na educação é a marca de Lenine

Dono de um currículo invejável, nesse momento percebe-se um desapontamento de Lenine com a decisão do STF, visto que suas contas no tribunal de contas estão todas aprovadas, não existe um processo de desvio de recurso público em sua gestão. A educação de Queimados mudou consideravelmente para melhor nesse período. Queimados tem mais alunos, mais transporte, mais escolas, um número maior de programas do governo federal sendo aplicado na cidade, ele gerenciou o maior número de reformas que a cidade já teve. Os professores estão recebendo capacitação através de jornadas pedagógicas, material escolar e uniformes são de excelente e melhor qualidade, ele implantou junto com o prefeito o desjejum, o que diminuiu os casos de desmaios em sala de aula por causa da fome, o que impede o aprendizado. Foi também em sua gestão que foi criado o NAE e NIFE (núcleos que atendem os alunos com dificuldade no aprendizado) que comportam psicólogos, psicopedagogos, neurologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos e outros técnicos que tem melhorado consideravelmente o nível de aprendizado em nossa cidade.

RQ: Sabemos que o Senhor é casado com Ana Paula, pai de Julia (uma menina linda de dois anos que é portadora de Síndrome de down). É dito por muitos que o senhor é um paizão! Como é o Lenine família?

L.L: Minha família é linda. Paulinha (sua esposa) é professora da rede estadual e municipal concursada, adora o que faz e não abandona a sala de aula e seus alunos. Sou um admirador e me rendo a sua beleza elegância todos os dias durante 19 anos de casamento (risos)... E Julia, minha princesa, meu anjinho tem sido nossa alegria, nossa realização há dois anos e quatro meses.

RQ: Lenine e Paula são muito elogiados por serem bem resolvidos em relação a síndrome de down. Como é lidar com essa questão?

L.L: Nós estamos acostumados a dizer que somos sarados de qualquer problema em relação a esse assunto. Julia é linda, inteligente, reponde a todos os estímulos e vive e vai viver uma vida sem maiores dificuldades, porque estamos nos preparando e preparando a sociedade para isso. Julia não é só nossa! Hoje ela é conhecida em toda cidade. Todos a amam e ela tem um papel importantíssimo na educação de Queimados. Quando ela nasceu, conhecemos de perto as verdadeiras dificuldades de uma criança com necessidades especiais. Daí na implantação do NAE (núcleo de atenção ao estudante), falei com Raquel Batalha (Coordenadora do Nae), gostaria que no NAE tivesse todos os profissionais que atendem a Julia de forma particular. Se a Julia era atendida por fisioterapeuta, fonoaudiólogo, neuropediatra, médicos e psicopedagogos, no NAE também tem que ter. Assim os pais da rede publica que não tem condições de pagar por esse profissional, poderão ter acesso gratuitamente.

RQ: Já que falamos de família, não poderíamos deixar de perguntar como anda sua relação com seu irmão, o prefeito Max Lemos, visto que corre na cidade que vocês são duas máquinas de trabalhar na articulação e administração politica da cidade. Respeitado pela classe política, inclusive pela oposição, o senhor é visto como um politico aguerrido e determinado em suas ações. Há conflitos de interesse entre vocês?

L.L: Somos de uma família genuinamente politica. Onde estamos, somos políticos! Na grande maioria das vezes acertamos em fazer politica onde estamos, porque visamos o melhor para o assunto em questão. Então, é natural que nos destacamos por isso. E-Interrompemos para pedir que Lenine respondesse a pergunta que fizemos:... (risos) Sempre bem-humorado, ele continua... Calma, eu estava pensando (risos). Bem não posso responder essa pergunta sem lembrar que nossa família já estava junta quando meu pai Iran Lemos foi candidato em 1968 quando eu nasci e quando foi vereador por Nova Iguacu entre 82 a 88. Em 1988, Max foi candidato a vereador por Nova Iguaçu e ficou como suplente. Naquela época, mesmo novo, ele (Max) já me confiava parte da coordenação de sua campanha e alí já sofríamos juntos. Em 1996, coordenei com ele uma das campanhas mais difíceis que tivemos. Jogamos tudo em uma eleição desgastante. Saímos derrotados, porém foi  importante para a sobrevivência de Max na politica. Entre 2002 e 2004, fui seu chefe de gabinete na Câmara Municipal de Queimados. Estive junto em sua derrota em 2004 para prefeito de Queimados! Daí pra frente, mais maduro, ele me permitiu coordenar a campanha vencedora do Dep. Picciani em Queimados, quando saímos de 2.700 votos para 8.023. Coordenei sua campanha vencedora de 2008. Coordenei a campanha de Rafael, Leonardo e Jorge Picciani em Queimados em 2010 e Coordenei parcialmente a segunda vitória em 2012 com números expressivos e históricos.
Depois desse relato, posso dizer que temos muita história de lutas juntos, para nos permitir deixar, que terceiros,  que não conhecem o que é o valor moral de família venham nos separar. É natural que divergências existem, pois somos pessoas com talentos para áreas diferentes e o que um tem o outro não oferece com tanto destaque. Ele é meu líder político e deixo sempre isso claro. Tenho trabalhado todos esses anos para ele e não pretendo deixar de ter outro líder nessa área.

RQ:– Mas dizem que ele queria que você apoiasse um candidato e se recusou?

L.L. Negativo! Max nunca impôs que eu apoiasse algum vereador. Sua orientação era que coordenasse a campanha do majoritário. E assim aconteceu! Recebi a campanha com 62% de intenção de votos e ele venceu com 93.10% dos votos válidos! Aliás, não me lembro de ter apoiado candidato de oposição ao Max. Coordenei a campanha do Prefeito e enquanto profissional de marketing que sou, fui solicitado por alguns companheiros para ajudar na campanha de vereador e prontamente prestei meu serviço como profissional.

RQ: Mas o você e o Max estão bem?

L.L: Você viu na minha relação algum candidato a vereador que não apoiou o Max para prefeito? Sempre estaremos juntos, pois foi esse o combinado!

RQ:  Estamos chegando ao final dessa entrevista e deixamos para finalizar com uma pergunta que ecoa nos quatro cantos da cidade de Queimados e no município de Japeri: O senhor é pré candidato a Deputado Federal em 2014?

L.L: (risos... mais risos...) Vc. Vai escrever isso?

RQ – Claro! Você é uma personalidade política e é natural que se fale no assunto!

L.L.  Eu pertenço a um grupo político que tem escolhido seus candidatos há anos. Não vou ir contra eles agora, pois já afirmei aqui, que meu líder político é o Max e o ex Dep. Jorge Picciani! Enquanto for útil a esse grupo, ficarei com eles e com suas decisões. Acho que ser candidato a qualquer cargo público, acontecerá naturalmente mediante ao meu desempenho político no grupo e enquanto gestor nas responsabilidades que me foram designadas. Tenho visto com bons olhos a cidade lembrar-se do meu nome. Fico orgulhoso de saber que tem pessoas entendendo que a hora está chegando, mas preciso do apoio e da decisão de minha liderança. Sem eles fica difícil!

RQ – Mas não é impossível? Fala-se que o senhor é do grupo do Picciani e chegou a hora de Queimados ter um filho da terra na câmara federal. O senhor une as duas situações!

L.L.  Impossível? Isso só pra Deus! (Risos) É em Brasília que as grandes decisões desse País acontecem! Qual o político que não gostaria de participar dessa gestão. (risos) mas tem muita gente boa na fila na minha frente (risos)...


10 comentários:

  1. Falou, falou e não disse nadal, aliás não afirmou nada...Atitude mais que política e polida...Gosto muito desse cara, como profissional e político. Parabéns, Lenine Lemos.

    ResponderExcluir
  2. E O PROJETO DO MAX PARA SER O PREFEITO DE JAPERI, VAI SAIR DO PAPEL ? JÁ QUE EN QUEIMADOS NÃO HÁ OPOSIÇÃO! , ELE COLOCA O LENINE . VAI FICAR BONITINHO UM EM QUEIMADOS E O OUTRO EN JAPERI E TODOS OS SEUS ADORADORES COM EMPREGO NA PREFEITURA ...

    ResponderExcluir
  3. Prof Edna Ferreira dos Santos28 de fev de 2013 16:48:00

    Nossa que notícia maravilhosa, enfim um deputado da nossa cidade, queimados merece e agora mais do que nunca, e se o ele fizer na câmara dos deputados o excelente trabalho que fez a frente da secretaria de educação desta cidade junto ao excelente trabalho que seu irmão nosso querido prefeito Max lemos vem fazendo em sua gestão nossa cidade ganhará muito ainda mais. Eu apoio ,sucesso nessa nova empreitada. Deus é contigo, e eu também. você merece e Queimados precisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rofessora Edna deve estar ganhando muito bem!Parabéns,professora!

      Excluir
    2. Em entrevista com o antigo Secretário, onde vocês pegaram os dados que a Educação melhorou, que os uniformes e materiais são de boa qualidade, que os professores recebem excelente capacitação(e o salário, esqueceram de perguntar?),onde vocês tiraram a ideia absurda que foi eles que implantaram o desejum nas escolas?Peguem os dados no Portal de Transparência da União e vejam quanto o Governo Federal aplicou em Queimados só para esse fim e para o transporte escolar!A Prefeitura se aplicou algum recurso foi mínimo!Onde vocês arrumaram a ideia mais absurda ainda que nossas crianças desmaiavam por conta da fome?Que dados vocês dessa revista têm para dar a veracidade disso?Onde vocês arrumaram tantos profissionais assim no NAE? Vocês tentaram entrevistar algum professor para saber as reais condições de trabalho e se realmente está satisfeito?Enfeitaram muito o pavão.É preciso mostrar a verdade, colegas da Revista de Queimados.Este comentário está no facebook:Professores de Queimados.Demétrio.

      Excluir
  4. Fico preocupado quando alguém da educação acha que a educação de Queimados está excelente. Deve estar ganhando muito bem!

    ResponderExcluir
  5. Acho ele um ótimo diministrador fez uma diferença e tanta, ainda ouso em dizer que tudo está indo bém porque com certeza ele continua dizendo as cartas que serão colocadas na mesa.Naõ querendo menospresar a atual secretária mas na verdade as idéias com certeza parte dele e as outras com o aval pode acreditar esse é o cara esse cara é o Lenine Lemos parabéns Amigo.

    ResponderExcluir
  6. Olá quero pedir à pessoa responsável que olhe para os formandos de magistério na intençaõ de ajuda-los com um estígio remunerado,pois, iria ajudar muito vistos que os mesmos não tem condições de ter um emprego e os gastos são bastantes e a maioria é de família humilde. Visto também que as escolas precisam pois as salas estão super lotadas dificultando o desenvolvimento do trabalho do professor. Seria bom para todos mas quem sairia ganhando mais seria os alunos pois infelismente tem muitos deles chegando ao 5ºano sem saber ler é realmente muito triste acho que poderia montar um projeto para ajudar os estudantes de MAGISTÉRIO afinal todos independente de qualquer coisa passa primeiro pelas mãos dos professores então seria ótimo dar esse insentivo acho que não seria um projeto tão caro mas de uma importância sem igual.De um valor moral incalculável.

    ResponderExcluir
  7. gostaria de pedir as pessoas responsável que montasse um projeto para amparar os estudates de magistério do nosso município dando a eles a oportunidades de um estágio remunerado pela Prefeitura pois seria muito bom pois as salas estão super lotadas e um auxílio de um estagiário seria ótimo e seria um insentivo para o estudante pois o mesmo não tem codições de ter um emprego e com isso não tem nenhum ganho e essa ajuda será muito bem vinda e acho que não seria um projeto tão caro . Mas de um valor sem igual.Coloquem em prática. Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. ELES REALMENTE FAZEM PARTE DA NOVA ERA DOS ILUMINATIS BÁVAROS.



    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!