quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Câmara Municipal de Queimados retoma as atividades após recesso parlamentar

Felipe Carvalho-Rio. A Câmara Municipal de Queimados retomou as atividades nesta terça-feira, 19. A primeira sessão ordinária da nova legislatura contou com a presença dos trezes vereadores que compõem a Casa e foi marcada pela apresentação de proposições dos parlamentares: Nilton Moreira (PMDB), Jairinho (PSDB), Lúcio Mauro (PSDB) e Getulio do Tutu (PP), tendo como destaque a indicação legislativa nº 042/13, que propõe a criação do programa para doação de telhas e demais auxílios para a população queimadense que teve suas residências danificadas pelas fortes chuvas de granizo ocorridas no Município no dia 17 de fevereiro.

O Presidente da Casa Legislativa, Milton Campos (PMDB), falou sobre a importância de levar à Câmara ao encontro da população neste mandato. “Sentimos que faltou na legislatura anterior o contato dos parlamentares com o povo. Por isso, resolvemos criar neste mandato uma câmara itinerante, onde a cada mês estaremos num Bairro diferente para expor nossas propostas e estarmos mais próximo da população”, afirmou.

Os vereadores que utilizaram a tribuna: Lucio Mauro (PSDB), Carlos de Moraes, o Careca (PMDB), Marquinho Pacotão (PSB), Martchello (PMDB), Marcelo Lessa (PDT) e Edmilson (PMDB) fizeram um discurso de agradecimento ao Poder executivo por agira rapidamente em prol das famílias que tiveram suas residências destelhadas com o temporal de gelo, que aconteceu no Município no último domingo. Os parlamentares também comemoraram a realização do melhor carnaval de rua da Baixada Fluminense, onde reuniu milhares de pessoas na Praça dos Eucaliptos.


Câmara terá comitê de fiscalização

Durante a sessão ordinária, aconteceu a apresentação do comitê de acompanhamento das atividades da Câmara Municipal de Queimados, formado por membros da Igreja católica. O grupo se reúne quinzenalmente na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, localizada na Rua Vereador Marinho Hemetério de Oliveira, s/nº - Centro. Semestralmente, o comitê lança um informativo onde é exposta a avaliação dos vereadores no período de acordo com cada critério.

São sete quesitos utilizados para avaliação do desempenho dos vereadores, valendo cada um entre 10 e 20 pontos. São eles: frequência, postura, atuação parlamentar, produção legislativa, integração com a comunidade, fiscalização do executivo, participação nas comissões. O número total de pontos alcançados pelos parlamentares é dividido pela quantidade de sessões.

Para o diácono João Goulart, o comitê serve para representar toda a sociedade civil organizada. “Somos um grupo aberto a todas as pessoas que desejam estar bem informadas sobre como funciona os poderes executivo e legislativo, em nossa cidade. Estamos representando aqui a sociedade civil organizada, que deve participar ativamente do processo político do Município”, frisou.

3 comentários:

  1. É Importante destacar que a Lei que propõe a criação do programa para doação de telhas e demais auxílios para a população queimadense que teve suas residências danificadas pelas fortes chuvas de granizo ocorridas no Município no dia 17 de fevereiro e ALUGUEL SOCIAL foi de autoria do VEREADOR LUCIO MAURO.

    ResponderExcluir
  2. Eu não entendo como as pessoas não percebem que quem banca esses recessos parlamentares que nos custam o olho da cara e não se resolve quase nada somos nós eleitores contribuintes. Não sei até quando a população irá perceber e dar basta nisso. Vamos fazer os políticos trabalharem um pouco mais sem precisarmos pagar tanto para isso.Afinal quem os elege são vocês. Você que trabalha na iniciativa privada, quando chegar em Dezembro diga para seu patrão que só voltará ao trabalho em fevereiro para ver o que acontece com você. Mas fazer o que, a ignorância do povinho não permite tal atitude. Lamentável!!!!
    Começar a trabalhar dia 19 de Fevereiro, quase dois meses após o inicio do ano é brincadeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem toda razão, é sem sombra de dúvida um absurdooo,concordo, porém tem que propor ao presidente da Câmara dos DEPUTADOS federais para criar esta lei e convencer a DILMA a sancionar ou pedir para a DILMA criar esta lei. Não tem como chegar em uma padaria e tentar comprar um carro zero, tem que ir na concessionária de veículos. A camara de vereadores só define questões de sua competencia, fora disso é ilegal. Vamos enviar mensagens para os Deputados e para DILMA. v|w.

      Excluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!