domingo, 28 de outubro de 2012

Samba de raiz cresce a cada dia em Queimados

Créditos: Divulgação
Todas as terças-feiras acontece a Roda de Chorinho
no Restaurante Des Pacito, localizado na Avenida
Camarim, próximo ao Bar do Cezinha.
Felipe Carvalho-Rio. “Quem não gosta de samba bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé”. Este trecho da clássica música de Dorival Caymmi, “Samba da minha terra”, pode ser adaptado para o Município de Queimados. Nos últimos meses, o samba de raiz tem crescido no número de adeptos e eventos como a Feijoada Samba Clube e a Roda de Chorinho do Restaurante Des Pacito já entraram no calendário oficial dos amantes deste gênero musical na Cidade, que tende a crescer a cada dia.

A feijoada Samba Clube acontece uma vez por mês. O evento tem como organizadores Diogo Ferreira e Giovane Brito, que decidiram começar com o samba em uma simples conversa. “Estávamos num bar, começamos a conversar e descobrimos que tínhamos algo em comum, que era o amor pelo samba. Decidimos apostar na idéia e tem dado certo. Todos os eventos que fizemos até agora tivemos casa cheia. O que mais me alegra é ver as pessoas saindo de casa para curtir um evento de qualidade em sua Cidade. Acredito que este ritmo tem muito ainda a crescer em nosso Município”, disse Diogo.

Bateria da Grande Rio estará presente
no próximo evento
No mês de novembro, a Feijoada será realizada no próximo dia 11, a partir das 13h na Casa de Gondomar. O evento contará com a presença da bateria da Escola de Samba Grande Rio e do intérprete da agremiação de Caxias, Flávio Martins. O primeiro lote custa R$ 10,00 para os homens e R$ 5,00 para as mulheres. Os ingressos antecipados poderão ser adquiridos no Bar do Cezinha. Já os do segundo lote tem o custo de R$ 20,00 para o público masculino e R$10 para o feminino.

Para quem curte o Chorinho, uma ótima opção em Queimados é o Restaurante Des Pacito, que traz todas as terças-feiras, a partir das 20h, a Roda de Choro dos Pavões. Com Franklin Gama no Bandolim, Zezinho no violão 7 cordas e Junior Domingues no Pandeiro, a garantia de música de qualidade é certa. O responsável pelo estabelecimento, o Uruguaio Fabian Sasso, destacou a importância de se ter na Cidade um estabelecimento que resgata a cultura brasileira. “Saí do Uruguai para vim morar no Brasil, e fiquei por alguns anos residindo no centro do Rio de Janeiro e me encantei pelo samba brasileiro. Quando me mudei para Queimados, percebi que não tinha um comércio no Município que proporcionasse essa boa música para a população. Por isso resolvi apostar no gênero e abrir um comércio que o clima fosse o mais agradável possível para a população, resgatando a qualidade da cultura brasileira, mesclando com a culinária Uruguaia”, disse Sasso.

Um comentário:

  1. Obrigado por essa informação, espero que essa roda de choro, dure...

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!