quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Jovem é morto dentro de ônibus em Queimados por ouvir funk alto


Leandro Machado, Rio- Um menor identificado como Bruno da Silva Rodrigues, de 17 anos, foi morto a tiros na noite desta quarta-feira depois de discutir com um homem num ônibus da Viação Blanco, que faz a linha Queimados X Campo Alegre. O crime foi por volta das 23h, na esquina da Estrada do Mato Grosso com a Rua Antenor Francisco Souza, no bairro Campo Belo, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.


A discussão teria acontecido, porque o jovem estava ouvindo funk em volume alto dentro do coletivo. Após ter pedido para o jovem desligar a música, não foi atendido e o homem fez os disparos deixando os passageiros desesperados. Bruno deixa uma filha de três meses.

O motorista contou, em depoimento, que ouviu a discussão e, logo em seguida, três tiros. Os passageiros fugiram. O motorista disse ter encontrado o menor morto e chamou a polícia. Uma equipe do 20º BPM (Mesquita) seguiu para o local, mas não conseguiu localizar o atirador. O ônibus foi periciado.

O corpo de Bruno está no Instituto Médico-Legal (IML) de Nova Iguaçu. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, parentes estão no local para fazer a liberação do cadáver.

O caso foi registrado na 56ª DP (Comendador Soares).

Confira a matéria do Jornal da Record



18 comentários:

  1. erro na palavra "Homem".

    "não foi atendido e o home fez os disparos deixando"

    Menos um chato sem educação dentro dos coletivos.
    Essa noticia deveria ser divulgada, para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada justifica tirar a vida de uma pessoa.

      Excluir
    2. Nada justifica ouvir celular sem fone de ouvido em ambientes públicos.

      Excluir
  2. É A BANALIZAÇÃO DA VIDA.

    ResponderExcluir
  3. No mínimo deveria ser um desses funkeiros abusados, marrentos acostumados a desrespeitar todo mundo, tanto é que foi feito o pedido pra abaixar o volume, mas ele não o fez. Não que o atirador tenha agido certo, mas quando não se tem educação em casa os de fora educam nem que seja na marra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ..."mas quando não se tem educação em casa os de fora educam nem que seja na marra." Eu não sei onde esse imbecil acima aprendeu que tirar vida dos outros é educar.(cuidado pra ninguém "educar" os teus!)

      Excluir
    2. Eu entendi o q o cara de cima quis dizer...ele n disse q tirar a vida foi a atitude certa (de forma alguma, o atirador tem q ser preso, e em certos paises, seria executado por um assassinato em cima de um motivo tao futil), mas um gesto tao simples quanto o respeito ao espaco das pessoas q estao proximas a vc te tira de mta enrascada...principalmente das q vem para te educar como respeitar limite do proximo, quando tal limite nao foi lhe dado em casa. (geralmente, acontece com algo MTO, mas MTO menor, do tipo uma bronca, ou um pedala robinho pra largar a mao de ser trouxa)

      Excluir
    3. A tá deixa alguém fazer isso com algum parente teu,ele não tinha o minimo direito de ter tirado a vida dele.

      Excluir
    4. imbecil mesmo, será que ele permite esse tipo de educação com a familida dele..

      Excluir
    5. Realmente é a falta de limites que estraga a formação de caráter das pessoas. Hoje, acha-se que só se deve respeitar os direitos: "eu tenho direito de falar o que quero, ouvir o que quero, gritar, tudo em qualquer lugar". Mas, não é bem assim. Vejam o caso desse jovem. Com 17 anos e já era pai. Vejam o depoimento dos familiares. "Ele era jovem, alegre, cheio de vida. Esse crime não pode ficar assim..." Percebe-se que não tinha educação e nem respeito aos demais. Percebe-se que era fruto do meio. Morador de comunidade pobre, seus familiares com baixa escolaridade e ele próprio um biscateiro, frequentador de escola noturna. Provavelmente adepto dos bailes funk onde pode ter encontrado a mãe de seu filho. Pergunta-se: que maturidade têm para educar uma criança? Novamente o ciclo se inicia. O que pode-se fazer para isso terminar? Os mesmos que disseminam a idéia do "eu tenho direitos!" Poderiam contribuir com a idéia do "nós temos deveres! Nós precisamos respeitar limites!Meu direito termina quando começa o direito do outro!" Isso é requisito básico para a vida em sociedade. Mas, infelizmente, não é só em comunidades pobres que isso acontece. O playboizinho das grandes cidades também age assim. É por isso que inúmeras mortes acontecem estupidamente e ainda acontecerão por muitos anos. Não bastam as leis. Nós é que temos que mudar!

      Excluir

  4. Quanto maior o nível educacional das pessoas, resultante do número de anos de estudos e da qualidade da educação recebida, maior tende a ser sua produtividade. Portanto, níveis educacionais mais elevados significam, em média, maiores níveis de renda. Desta forma, quanto mais igualitária a distribuição da qualidade da educação entre os diferentes grupos sociais, mais igualitária será a distribuição da produtividade e, portanto, menor a desigualdade de renda na sociedade. Em outras palavras, para reduzir a VIOLENCIA, a desigualdade de renda e a POBREZA de forma estrutural EN QUEIMADOS é fundamental AUMENTAR a qualidade do sistema educacional. ................................................................Bolsa Família sustenta 25% dos moradores da cidade
    Com uma renda per capita de R$ 6.946, metade da média brasileira, de R$ 14.183, segundo dados do IBGE de 2007-, Queimados é um município criado em 1989, desmembrado de Nova Iguaçu, outra cidade da Baixada Fluminense. De acordo com o prefeito da cidade, hoje são cerca de 11 mil famílias beneficiárias do Bolsa Família, o que significa cerca de 34 mil pessoas, ou quase 25% dos 139.378 habitantes do município (estimativa do IBGE de 2009) vivendo do benefício do governo, considerando a média nacional de 3,1 habitantes por domicílio apurada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE em 2009. FONTE: http://www.sinfrerj.com.br/icms-menor-atrai-industrias-para-queimados

    ResponderExcluir
  5. Olha só como o burro e idiota disse......"mas quando não se tem educação em casa os de fora educam nem que seja na marra." poxa vc tem que entender que isso que ele fez não é nenhuma educação pelo contrário só mostra que nosso país é um país de impunidade...Eu queria ver se isso fosse com o seu filho...como vc se sentiria? será que diria o mesmo? Então deixa de ser um animal cara...O único que tem o poder de tirar a vida das pessoas é Deus pois é ele quem dá....Isso foi uma brutalidade e ele tem que pagar bem caro pelo que fez......

    ResponderExcluir
  6. Tem gente que acha que a vida de alguem vale uma musica nada justifica tirar a vida de uma pessoa ainda por musica tem que ser muito animal mesmo

    ResponderExcluir
  7. Nada justifica tirar a vida de uma pessoa fala serio cara tirar a vida de uma pessoa por ouvir musica só porque tava alto mesmo assim cara matar só um animal faz isso.

    ResponderExcluir
  8. mas quando não se tem educação em casa os de fora educam nem que seja na marra

    ResponderExcluir
  9. um vagabundo que não respeita os outros tem mais que levar tiro mesmo!

    ResponderExcluir
  10. TUDO MENTIRA UM VAGABUNDO MARRENTO E NÃO FOI A 1ª VEZ QUE FOI ADVERTIDO, ERA FUNK E PROIBIDÃO, JÁ FOI TARDE.
    NB. EU CONHECI ESTE TRASTE!!!

    ResponderExcluir
  11. Concordo com os demais.. Não justifica tirar vidas por coisas banais. O unico dono da justiça é deus!! E o unico na minha opinião que pode tirar,falo por que tambem perdi um (ente querido) por pessoas ingorantes desse tipo. Sei que existem pessoas que acham que o mundo é só seu que é totalmente errado.. Mais também existem pessoas que acha que tirar vidas friamente é um direito seu. Lamentavel!!!

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!