quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Nelson Bornier sofre atentado em Austin


O deputado federal Nelson Bornier (PMDB) diz ter sofrido um ataque de homens armados na noite desta quarta-feira, no bairro de Austin, em Nova Iguaçu. Candidato a prefeito da cidade, Bornier conta que seguia com seu carro, um Porsche Cayenne blindado, junto com seu motorista e Nicole Ribeiro Guimarães, filha de sua companheira de chapa, Maria Nicolasina Wienen Guimarães, quando foi interceptado por um Toyota Corolla, perto do Morro da Moenda, às 21h30m.

Segundo o deputado, o grupo havia saído de uma reunião política com o candidato a vereador Dekias, no Morro do Corumbá, em direção ao Morro da Moenda. O suposto ataque aconteceu na Estrada de Austin. Atrás do Cayenne, havia ainda mais um carro da campanha de Bornier, onde estavam um motorista e uma jornalista.

No pátio da 56ª DP (Comendador Soares), o veículo exibia um grande arranhão do lado esquerdo — onde teria sido abalroado pelo Corolla —, o bico dianteiro amassado no mesmo lado e o retrovisor quebrado.
— Não acredito na hipótese de roubo, não àquela velocidade, a 80km/h. Eles nos deram uma fechada e desceram quatro caras armados de pistolas. Nem deu tempo de falarem nada porque nos arrancamos dali. Ainda fomos seguidos um pouco e depois desviaram. Isso foi carta marcada, foi atentado — contou o deputado, por telefone.

Após o ataque, Bornier foi para o destacamento de policiamento ostensivo do 20º BPM no bairro. Uma patrulha tentou localizar o Corolla em vão. Ninguém ficou ferido.

Ataque a cabos eleitorais

Este seria o segundo ataque contra a campanha de Nelson Bornier. No último dia 9, dois cabos eleitorais dele foram agredidos por traficantes do Conjunto da Marinha. Um deles teve um braço e uma perna quebrados. Assim como ontem, bandidos interceptaram o carro da equipe e teriam exigido a cobrança de um pedágio de R$ 50 mil para que pedissem votos ali.
Os traficantes teriam dito que se tratava de uma represália à promessa de Bornier de implantar uma unidade de polícia pacificadora em Nova Iguaçu. O caso também é investigado pela 56ª DP.

Fonte e foto: Extra

4 comentários:

  1. Essas pragas sofrem atentados mas nunca morrem...

    ResponderExcluir
  2. Pena que não conseguiram... Tadinho dele arranhou o PORSCHE. Isso tem cara de armação isso sim. Os bandidos tão loucos por amiguinho deles voltar ao poder.

    ResponderExcluir
  3. Na guerra dos votos ate atentados sem tiros e para lamas amassados valem voto

    ResponderExcluir
  4. na guerra dos votos até atentado sem tiro e para lama amassado na mão valem voto dos ignorantes!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!