sexta-feira, 16 de março de 2012

Secretários de saúde e coordenadores municipais de urgência da Baixada se reúnem no Cisbaf

Continuidade das obras do Hospital Geral de Queimados foi debatida na reunião
Por: Felipe Carvalho
Crédito: Site CISBAF
Secretários de Saúde, coordenadores de Urgência e Emergência e diretores dos hospitais de grande porte da Baixada Fluminense se reuniram na sede do Cisbaf (Consórcio Intermunicipal de saúde da Baixada Fluminense), para discutirem assuntos diversos para a melhoria do serviço na Região. O encontro contou com a apresentação da Rede de Atenção às Urgências (RAU), ministrada pelo coordenador estadual de Urgência e Emergência, Dr. Daniel S. Junior. O coordenador regional do Samu Baixada, Antonio Dieb, realizou a distribuição de novos celulares e chips aos municípios para uso nas ambulâncias e hospitais de grande porte. Os aparelhos visam melhorar e agilizar a comunicação entre a Central de Regulação, os hospitais e os profissionais das viaturas durante a assistência.

Os presentes tiraram dúvidas e questionaram o estado sobre alguns avanços necessários, como a padronização dos salários dos profissionais da região e a continuidade das obras de construção do Hospital Regional de Queimados, que se arrasta há mais de 20 anos. Atualmente, a Unidade conta com o Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes (CETHID, inaugurado em dezembro de 2010, que tem capacidade para 1.300 atendimentos diários e conta com os serviços de Clínica Geral, Cardiologia, Endocrinologia, Angiologia, Oftalmologia, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, farmácia, raios–x e laboratório.
CETHID foi inaugurado no final de 2010


Quando a obra for concluída em sua totalidade, serão 16 mil metros quadrados com capacidade para atender diariamente duas mil pessoas. Ao todo serão 276 leitos, dos quais 200 de internação e 76 destinados a Unidade de Tratamento Intensivo. O hospital será o único público da região com Unidade Coronariana para tratamento cardíaco. O prédio que ficou conhecido como “esqueleto” deverá ser demolido, já que os laudos apontados pelos engenheiros responsáveis pela obra condenaram a edificação erguida.


A subsecretária de Saúde Lara Larissa ressaltou o atendimento que CETHID tem proporcionado à população queimadense e disse que o Município está em busca de verbas para a criação de leitos de UTI ainda este ano. “Hoje, as pessoas que são atendidas no CETHID saem de lá satisfeitas pela forma com que são recebidas por nossos profissionais e pela estrutura do local. Mas sabemos que não é o suficiente para atender não só a população de Queimados, mas de toda a Baixada, que em casos de emergência só tem o Hospital da Posse. Por isso estamos buscando recursos para concluirmos ainda nesta Gestão os leitos de UTI, que funcionará de forma fechada, para atender realmente a quem precisa”, frisou Lara.

3 comentários:

  1. Bom dia ! uma pergunta que não quer calar os profissionais de saúde e outros serão escolhidos a dedo pelo prefeito e seu secretários ou a vera o certo concurso municipal ?

    ResponderExcluir
  2. Pode ter certeza, que a primeira opção... assim como todos as pessoas que trabalham em órgãos públicos nesse município

    ResponderExcluir
  3. É a tal desgraça do cargo em comissão.. Esses sujeitos não tem nenhuma responsabilidade ou compromisso com a municipalidade, aliás seu compromisso é justamente com os tais que foram eleitos onde um cargo paga dois cabos eleitorais..

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!