quarta-feira, 21 de março de 2012

Mototaxistas comemoram: Lei foi aprovada na Câmara Municipal

Mototaxistas lotaram a Câmara / Foto: Magda Mariotini
Leandro Machado, Rio- Os mototaxistas da cidade de Queimados compareceram em grande número na Câmara Municipal da cidade, na noite desta terça-feira (20), para a sessão que votou a regulamentação dos moto-táxis no município. Cerca de 150 trabalhadores da área participaram do pleito de votação, aplaudindo a cada voto "sim" à causa. A lei teve alguns pontos de controvérsia e, mesmo sendo aprovada por unanimidade, teve alguns momentos de apreensão. 

O vereador Davi Brasil (PDT) questionou um ponto na lei, na folha 3, parágrafo 1°, artigo 2°, onde era redigido que os mototaxistas legais seriam proporcionais ao número de habitantes da cidade: um moto-táxi para cada mil habitantes, ou seja, estariam habilitados para trabalhar "apenas" 140 profissionais. O vereador ainda pediu mudanças em outro texto da lei que diz que os mototaxistas terão de ter um curso especializado no DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito). "Onde os senhores farão este curso? Alguém me diz se está disponível". Disse o vereador. Apesar de ressalvas, o vereador votou a favor da legalização.

O Secretário de Governo e representante do executivo, Vereador Machado Laz (PSDB), discursou logo após o vereador do PDT e disse que, com aval do Prefeito Max e Lemos e da Procuradoria Geral do Município, recebeu autorização para mudar o primeiro questionamento. Ficou decidido que a proporção legal será de 3 mototaxistas para cada mil habitantes, dando um número de 434 profissionais legalizados. Machado também disse que é representante do executivo, mas não recebeu autorização para mudar alguma parte que se refere ao curso obrigatório do DENATRAN, porém disse que a prefeitura e a PGM já o providenciam.


A lei foi aprovada por unanimidade. Foram 8 votos a favor da legalização dos mototaxistas. Estavam presentes os vereadores Mílton Campos (PMDB), Davi Brasil (PDT), Gil do São Roque (PV), Dra. Fátima (PMDB), Joilde Perikito (DEM), Jairinho (PSDB), Carlão da Cedae (PMDB), Wilson do 3 fontes (PMDB) e Machado Laz (PSDB). Todos usaram a tribuna e elogiaram o serviço de mototaxistas da cidade e deram apoio à causa.


Edmilson e Ver. Milton Campos comemoram aprovação da lei / Magda Mariotinni
A lei obriga que o trabalhador tenha sua própria moto, não tenha nenhuma condenação penal e tenha seguro de vida para passageiros e terceiros. Para o mototaxista Lair Prado, é uma grande conquista para os trabalhadores queimadenses, mas há de ter cuidado: "Sempre foi o que queríamos. Foi muito bom. Mas agora tem que ter fiscalização de verdade para não ter aproveitadores junto com trabalhadores". 


Após a aprovação da lei, os mototaxistas ergueram o líder da classe no município, o Sr. Edmílson Ferreira, que aos gritos de "vitória" e muito fogos de artifício, fizeram uma grande festa pelas ruas da cidade. Mais de 100 mototaxistas comemoraram e organizaram um "buzinaço" pela cidade.




Colaboração de Magda Mariotinni


7 comentários:

  1. uhullllllllllll gosteiiii muitooo a nossa cidade com tudo isto so te a ganhar!!!valeu Sr Edmilson a familiaaa moto taxi agradeçe...

    ResponderExcluir
  2. Muito bom a legalização do moto-táxi.Agora para ficar melhor tinham que votar para acabar com as charretes que emporcalham a cidade e nunca sofreram represálias das autoridades

    ResponderExcluir
  3. E a lei contra as motos piratas? se eu vsir desta moto quem paga?

    ResponderExcluir
  4. Espero que seja para melhor...
    E para ficar melhor ainda...votem para tirarem as charretes!

    ResponderExcluir
  5. Com a legalização, as motos piratas, não poderão mais circular como moto-taxi. A fiscalização será extremamente severa quanto a isso.

    ResponderExcluir
  6. Agradecemos a todos que acreditaram no projeto e para os que torceram contra e que ñ acreditaram n seriedade do projeto , só lamento .

    ResponderExcluir
  7. Só assim poderemos trabalhar com dignidade,muitos que tentaram no passado fazer cooperativa torceram contra, mas com tudo isso saimos vencedor. Agora precisamos do apoio de nosso prefeito para dar continuidade ao processo de legalização.

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!