quarta-feira, 21 de março de 2012

Edificação do esqueleto será demolida ainda neste semestre

Ismael Lopes ressaltou que os R$ 80 milhões para o projeto da construção de novo hospital estão garantidos
Fonte: Jornal O Dia
Crédito: Alexandre Vieira
A Secretaria Estadual de Saúde informou nesta terça-feira que a demolição do esqueleto do Hospital de Queimados deve acontecer ainda neste semestre. O secretário de Saúde de Queimados, Ismael Lopes, ressaltou que os R$ 80 milhões para a execução do projeto da construção de novo aparelho no local já estão garantidos.
“No final do ano, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, bateu o martelo e garantiu a verba, já prevista no orçamento da União para 2012”, afirmou, frisando que 90% dos recursos serão bancados pelo governo federal e os 10% restantes, pelo estado.
Ontem, a Revista Queimados mostrou que, após 22 anos de promessas não cumpridas, os R$ 8 milhões investidos no início das obras do Hospital de Queimados vão virar pó com a demolição da edificação. A estrutura está em ruínas e já foi condenada em laudo técnico. As obras do hospital, que previa 276 leitos, 600 mil atendimentos e 25 mil internações por ano, foram paralisadas em 1992.
Ismael explicou que o novo projeto está sendo tocado pela Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio. “A Emop avaliou o esqueleto e concluiu que é mais econômico demolir que aproveitar a estrutura”, justificou, frisando que o Tribunal de Contas do Estado já aprovou o edital de licitação para a demolição, reciclagem e reutilização do entulho.

Prédio de oito andares será licitado em 60 dias

A próxima etapa será o projeto executivo, que deverá ser licitado em 60 dias, segundo o secretário Ismael Lopes, para quem “existe a garantia, tanto do ministro da Saúde quanto do governo do estado, de que a obra do novo hospital começa ainda este ano”.
O novo Hospital de Cardiologia de Queimados prevê oito andares — três a mais do que o atual —, com sete salas cirúrgicas, 56 enfermarias, laboratórios de imunologia, hematologia e bioquímica, sete salas de ecocardiograma, três salas de eco/Ultrassom, sala de tomografia, sala de ressonância magnética, duas salas de medicina nuclear e três consultórios de fisioterapia.

Um comentário:

  1. 8 milhões virando entulho e o povo cedento de um hospital.

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!