terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Show das Malhas de Queimados é assaltada duas vezes em menos de um ano

Bandidos quebraram a parede e levaram dinheiro, computadores e mercadorias

Reportagem: Leandro Machado
Fotos: Sergio Ricardo Silveira

Fim de ano chega e as expectivas de alto lucro para o comércio crescem. Donos de lojas renovam os estoques, contratam novos funcionários e a espera pelo bom faturamento é grande. Mas para alguns comerciantes de Queimados, o início das festividades tem sido motivo para muita preocupação e dor de cabeça. Isto acontece por conta de uma onda de assaltos às lojas do Centro do município. Muitos estabelecimentos já foram assaltados e somam seus prejuízos. Um destes comerciantes quem tem esta triste missão é Edson Cassiano, 34 anos, proprietário das lojas "Show das Malhas", em dois endereços no Centro da cidade.A sua loja na Avenida Irmãos Guinle, foi assaltada duas vezes em menos de um ano e o prejuízo já chega a quase cem mil reais.
Cassiano e o gerente disseram que o prejuízo chega a quase 100 mil reais
Cassiano está indignado com a ação dos bandidos que, no primeiro assalto, em dezembro de 2010, levaram 45 mil reais em dinheiro, além de computadores e mercadorias. No segundo, em novembro deste ano, os assaltantes deixaram um prejuízo de mais de 50 mil reais. O empresário que, nas suas duas lojas, gera 20 empregos diretos no município, diz que o ramo que mais gira a economia no Brasil (cerca de 90% é pelo comércio e indústria) precisa de uma proteção maior do Estado, pois os prejuízos são irreparáveis.
- São prejuízos irreparáveis. Não tem como uma média empresa se recuperar facilmente de um assalto; Aí, em menos de um ano, acontece outro. Disse, visivelmente revoltado.

Edson mostra o buraco  onde os ladrões entraram e levaram mercadoria
Os assaltos são feitos, na maioria das vezes, à noite e de uma forma inusitada: Eles quebram as paredes com marretas e invadem as lojas. Geralmente, escolhem terrenos baldios que fazem divisa com os estabelecimentos e acham facilidade para cometerem os crimes. Os bandidos chegam e destroem alarmes e câmeras de segurança, impossibilitando qualquer identificação. Desta vez, os meliantes quase invadiram a loja Censura 18, que fica ao lado da loja assaltada. Ficaram na parede da Show das Malhas, as marcas da tentativa de invasão da loja vizinha. Edson Cassiano conta que o assalto não aconteceu, pois a parede foi reforçada pelos proprietários da C18.

O empresário disse ainda que a sua loja foi apenas mais uma a ser assaltada no município: "Foram muitas lojas. Quando fui fazer o primeiro B.O (boletim de ocorrências), o pessoal da delegacia me disse que mais de 40 lojas já foram assaltadas aqui. Lojas Ritz, Lubiel, Di Santinni, sem falar nas clínicas médicas e odontológicas são algumas que lembro no momento". 

Pra evitar novos assaltos, Edson reforçou as paredes da loja e contratou uma empresa de vigilância noturna. Ele paga 40 reais semanais pela segurança privada, mesmo assim não consegue dormir direito, temendo novos ataques: "Não consigo ter paz. Só durmo com o celular embaixo do travesseiro, já esperando qualquer notícia ruim. Se não bastasse enfrentarem a batalha do dia-a-dia, os comerciantes agora têm a concorrência dos assaltantes. Cada dia que passa o mercado está mais competitivo".

2 comentários:

  1. pode dormir tranquilo Edson, eu tive um alguns assaltos desses com conhecidos que não quiseram contratar a segurança privada, assim que contrataram acabou o problema.

    ResponderExcluir
  2. Isso no município que tem o QG do 24º BPM.

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!