quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Mínimo sobe a R$ 510 em 2010

Rio - O salário mínimo deve ser de R$ 510 em 2010. Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, garantiu que há recursos no Orçamento para aumentá-lo em 9,67% a partir de janeiro. O ministro disse, no entanto, que caberá ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dar a palavra final sobre o reajuste que beneficiará 1,3 milhão de trabalhadores e 18,7 milhões de aposentados do INSS. “Muitos aposentados sacam o benefício nos caixas eletrônicos dos bancos. Seria muito difícil pagar um valor quebrado. Os R$ 510, embora tenham impacto maior nas contas, resolvem o problema”, explicou Bernardo.Na noite de ontem, a Comissão Mista de Orçamento da Câmara estava reunida para votar o texto básico do Orçamento, que já previa os R$ 510, apresentado pelo relator da proposta, deputado Magela (PT-DF). Inicialmente, seria de R$ 505,50, passou a R$ 507 e acabou arredondado para R$ 510.O ministro Paulo Bernardo informou ainda que a mesma edição do Diário Oficial em que será publicado o reajuste do mínimo também divulgará o aumento acima de 6% concedido aos demais aposentados. Mesmo não havendo acordo com as entidades de classe, o aumento real será de 2,5%.O deputado federal Odacir Zonta (PP-SC) apresentou emenda para dar aumento maior aos segurados que ganham acima do mínimo, elevando o reajuste de 6,2% para 7,7%. Zonta quer o reajuste em 2010 calculado pelo índice da inflação (INPC) mais 80% do PIB (Produto Interno Bruto). CABRAL SANCIONARÁ PISOO governador Sérgio Cabral confirmou que vai sancionar o reajuste de 13,5% para as nove faixas do piso regional no estado. A aumento foi aprovado na segunda pelos deputados estaduais. O Palácio Guanabara informou ontem que a sanção ocorrerá até o fim do ano para que os novos valores entrem em vigor a partir de 1º de janeiro. O salário das domésticas subirá de R$ 512,67 para R$ 581,88.

Fonte: O Dia Online


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!