segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Botafogo vence o São Paulo e segue fora da zona de rebaixamento


Jobson comemora o primeiro gol no Engenhão - Foto de Cezar Loureiro RIO - Quando tudo parecia perdido e a zona de rebaixamento batia à porta do Botafogo, a equipe alvinegra venceu o São Paulo por 3 a 2, com um gol aos 44 minutos do segundo tempo neste domingo, no Engenhão, e segue respirando, apesar da vitória do Fluminense sobre o Sport. Jóbson (2) e Renato marcaram para a equipe alvinegra, enquanto Washington e Jorge Wagner fizeram para o São Paulo.

Com o resultado, o Botafogo se mantém em 16º com 44 pontos. Já o São Paulo pode perder a liderança da competição, caso o Flamengo vença o Goiás, ainda neste domingo, no Maracanã.

O primeiro gol alvinegro saiu aos 14 minutos do primeiro tempo. Reinaldo recuperou bola na intermediária e passou para Jóbson, que domingou e chutou de fora da área, abrindo o placar no Engenhão.

Acuado pela movimentação inicial do Botafogo, o São Paulo estava representado pelo atacante Washington. Apagado no início da etapa, aproveitou cruzamento de Júnior César aos 49 minutos e cravou de cabeça, sem chances para Jefferson.

O enredo da partida mudou na etapa final, mas os personagens principais não. Precisando vencer para evitar o risco de perder a liderança, o São Paulo foi para o ataque e, logo aos dez minutos, virou. Após cobrança de lateral pela esquerda do ataque, a bola chegou em Washington na grande área. Ele se enroscou com seu marcador e Jorge Wagner chegou batendo para balançar a rede.

Sem sentir o golpe, o Botafogo buscou o ataque e conseguiu o empate rapidamente. Aos 13 minutos, em jogada confusa, Jobson entrou na área adversária pela esquerda e cruzou, saindo de campo. A defesa cortou antes de Victor Simões e a bola voltou para Jobson, que escorou. Renato tocou de cabeça, quase sobre a linha, para a rede.

O confronto ficou aberto, com as duas equipes buscando a vitória - o primeiro para evitar a zona de degola, e o segundo para seguir no topo. Aos 25, Richarlyson foi expulso. Porém, apesar do volume, o time da casa não assustava. Mais perigoso, o oponente acertou o travessão aos 30, com Hernanes. Juninho ainda levou o vermelho aos 38 minutos.

No fim, Jobson recebeu um longo lançamento e, após driblar Miranda, marcou o gol da vitória botafoguense - que perdeu mais dois expulsos.

Nas duas últimas rodadas do Brasileiro os jogos acontecerão no mesmo dia e no mesmo horário. No próximo domingo, o Botafogo enfrenta o Atlético-PR, em Curitiba (PR), enquanto o São Paulo vai a Goiânia (GO) encarar o Goiás.
Botafogo 3 x 2 São Paulo

Estádio: Olímpico João Havelange (Engenhão), Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Aspirante Fifa-DF), auxiliado por Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)

Renda/público: R$ 270.536,00 / 26.513 pagantes

Cartões amarelos: Renato e Jobson (BOT); Renato Silva, Richarlyson e Wellington (SAO)

Cartões vermelhos: Richarlyson, 25'/2ºT (SAO), Juninho, 38'/2°T (BOT), Jobson, 43/2°T (BOT) e Rodrigo Dantas, 48'/2°T (BOT)

Gols: Jobson, 14'/1°T (1-0); Washington, 49'/1°T (1-1); Jorge Wagner, 10'/2°T (1-2); Renato, 13'/2°T (2-2); Jobson, 43'/2°T (3-2)

Botafogo: Jefferson, Alessandro, Juninho, Wellington e Diego; Leandro Guerreiro, Fahel (Rodrigo Dantas, 35'/2°T), Lucio Flavio e Renato (Jônatas, 32'/2°T); Jobson e Reinaldo (Victor Simões, intervalo). Técnico: Estevam Soares.

São Paulo: Rogério Ceni, Renato Silva, Miranda e Richarlyson; Adrián González (Wellington, 26'/2°T), Arouca (Zé Luiz, 18'/2°T), Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Marlos (Henrique, 39'/2°T) e Washington. Técnico: Ricardo Gomes.
Fonte: Jornal Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!