sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Lindberg: ‘sou candidatíssimo’


Divergências regionais entre PT e PMDB reforçam intenção do prefeito de Nova Iguaçu. Lideranças dos partidos contestam
Rio - A resistência de governadores do PMDB ao acordo do partido com o PT, para as eleições presidenciais de 2010, deu munição ao prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), para manter sua pré-candidatura a governador do Rio, apesar de as cúpulas petista e peemedebista regionais serem contra. “Com que moral o PMDB vai pedir a retirada de minha candidatura?”, questionou ontem Lindberg, ao comentar declarações dos governadores do Paraná, Roberto Requião, e de Santa Catarina, Luiz Henrique, ambos peemedebistas, contra o pré-acordo acertado terça-feira, em Brasília, pelas cúpulas nacionais do PT e do PMDB.

Lindberg quer manter candidatura“Sou candidatíssimo”, afirmou Lindberg. Amanhã ele faz plenária em Duque de Caxias com militantes do PT para discutir a candidatura e as eleições internas do partido.

Para o prefeito, o que vai definir a postura do PT do Rio em 2010 serão as eleições internas do partido, em novembro. Lindberg conta com apoio de três chapas.

O pré-acordo do PT com o PMDB teve o objetivo de garantir apoio dos peemedebistas à candidatura de Dilma Rousseff a presidente. Os governadores Roberto Requião e Luiz Henrique, porém, acham difícil reproduzir aliança nos estados. Requião disse que não reconhece o compromisso. Luiz Henrique não pensa em acordo em Santa Catarina. Na Bahia, a situação é inversa. O governador Jacques Wagner (PT), disse que a aliança não deve ocorrer no estado, porque o PMDB deve ter candidato: o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima.

Para Lindberg, estes quadros reforçam a tese de que a aliança nacional não influencia os problemas regionais. O presidente do PMDB do Rio, Paulo Melo, pensa diferente. “Projeto pessoal não pode se sobrepor ao nacional”, disse Melo. Para ele, “o bom senso vai prevalecer, mesmo onde houver resistências do PMDB”. Alberto Cantalice, presidente regional do PT, disse que a aliança já existe no Rio. “O PT participa do governo estadual com duas secretarias”, afirmou.

Fonte; Jornal O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!