segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Joel Santana deixa o comando da seleção da África do Sul


Presidente da Federação Sul-Africana: entidade e técnico chegaram a um 'acordo amigável' para a rescisão de contrato
A imprensa sul-africana noticiou, nesta segunda-feira, que o brasileiro Joel Santana não é mais o técnico da seleção da África do Sul. O nome do substituto ainda não foi anunciado.

Há um ano e meio no cargo, Joel deixa a equipe em decorrência do baixo desempenho - o time sofreu oito derrotas nas últimas nove partidas. Por ser o país sede, a África do Sul tem lugar garantido na Copa do Mundo de 2010.


Joel Santana no comando da seleção sul-africana: em 26 jogos foram dez vitórias, 13 derrotas e três empates | Foto: EFEDe acordo com o jornal sul-africano, Times Live, o presidente da Federação Sul-Africana de Futebol, Kirsten Nematandani, afirmou que a entidade e Joel 'chegaram a um acordo amigável para a rescisão de contrato'.

"A decisão foi tomada pensando no que é melhor para a equipe. Após uma longa reunião hoje (segunda-feira), a Federação e o Sr. Santana chegaram a um acordo amigável para a rescisão do contrato. Gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para agradecê-lo por seus serviços e desejar a Joel tudo de bom em seu futuro como treinador", disse Nematandani ao site oficial da Fifa.

Enquanto o nome do novo técnico não é anunciado, os auxiliares Jairo Leal e Pitso Mosimane assumirão o comando da equipe. De acordo com o jornal, existe a possiblidade de que Carlos Alberto Parreira seja convidado para retornar ao cargo, mas a decisão só será tomada na próxima sexta-feira.

"Nossa função é procurar por um novo treinador. Vamos procurar profissionais dentro e fora da África do Sul para assim encontrar o líder ideal para a equipe. Vamos nos reunir novamente na sexta-feira para analisar algumas recomendações. Até o momento, não posso falar muito sobre o processo", completou.

Um jornal de Johanesburgo afimou que o Parreira já teria aceitado o convite para voltar. A publicação, no entanto, faz uma comparação 'nada inspiradora' entre o retrospecto dos dois treinadores: Em 26 jogos, Joel conquistou 10 vitórias, sofreu 13 derrotas e empatou três vezes. Parreira ganhou 11 partidas, foi derrotado em seis ocasiões e empatou quatro confrontos.
Fonte:jornal O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!