sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Fluminense derrota o Atlético-MG no Maracanã


RIO - A esperança é verde, grená e branca. Debaixo de muita chuva, o Fluminense venceu o Atlético-MG, um dos candidatos ao título, por 2 a 1, e ganhou um ânimo novo para tentar se livrar do rebaixamento nos seis jogos finais da competição. Fred, de pênalti, e Conca marcaram para o tricolor, com Diego Tardelli descontando.

Apesar da vitória desta quinta-feira, porém, o Fluminense continua na última colocação, mas agora com os mesmos 30 pontos do Sport, que empatou em casa com o Coritiba, e a cinco do Botafogo, o primeiro time acima do grupo dos quatro últimos. O Atlético, que sonhava com a liderança, permanece em terceiro, com 53 pontos, atrás do São Paulo (55) e do Palmeiras, que goleou o Goiás e recuperou a primeira colocação, com 57. No próximo domingo, o Fluminense enfrenta outro time na luta pelo título, o Cruzeiro, no Mineirão. Já o Atlético-MG jogará fora de casa, contra o Goiás.

- A partir de amanhã (sexta-feira), no treino, é já pensar no Cruzeiro. Se a gente ganhar, aí sim já podemos pensar em sair dessa situação - declarou Fred após a vitória.
Confira a classificação atualizada

O Fluminense mostrou desde o início que não queria tropeçar novamente diante da torcida - foram três empates e uma derrota nos últimos jogos no Maracanã. Mas apesar do domínio, o tricolor não ameçava o gol de Carini, arriscando apenas chutes de longa distância. Mas de tanto rondar a área adversária o Fluminense acabou premiado: Dieguinho cruzou da esquerda e a bola bateu na mão de Jorge Luiz. Pênalti que Fred converteu com uma longa paradinha, aos 34 minutos: 1 a 0.

A torcida tricolor voltou a comemorar logo aos 50 segundos da etapa final. A defesa atleticana cochilou e Equi González descobriu Conca sozinho na área. O argentino dominou e chutou no canto direito para fazer o segundo.

Mas a tranquilidade durou pouco. Aos oito minutos, o goleiro Rafael saiu mal para cortar um escanteio da direita e Diego Tardelli ficou livre para descontar de cabeça, assumindo a artilharia isolada do Brasileiro com 17 gols.

O Fluminense, no entanto, não se deixou abater e continuou jogando de igual para igual. E até teve as melhores chances para ampliar, como em cabeçada à queima-roupa de Fred, aos 28, que Carini defendeu quase em cima da linha. O goleiro uruguaio voltou a impedir o gol em chute forte do camisa 9 tricolor, aos 32. Mesmo com um a menos - Jorge Luiz foi expulso, aos 36 - o Atlético se lançou ao ataque, e quase empatou aos 42, num bate-rebate na área tricolor, mas Éder Luís se atrapalhou na conclusão e mandou para fora.

FLUMINENSE 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 29/10/09 - 21h (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Altemir Hausmann (RS)

Renda / Público: R$ 115.270,00 / 12.037

Cartões amarelos: Dieguinho, Dalton e Conca (FLU); Jonílson, Jorge Luiz, Diego Tardelli, Carlos Alberto, Correa e Werley (CAM)

Cartão vermelho: Jorge Luiz (36'/2ºT)

Gols: Fred (Pênalti), 33'/ 1°Tempo (1-0); Conca, 1' / 2°Tempo (2-0); Diego Tardelli, 7' / 2°Tempo (2-1)

Fluminense: Rafael, Mariano, Gum, Dalton e Dieguinho; Diogo, Diguinho, Equi González (Tartá, 22'/2ºT) e Conca; Maicon (Roni, 30'/2ºT) e Fred. Técnico: Cuca.

Atlético-MG: Carini, Carlos Alberto, Jorge Luiz, Werley e Thiago Feltri; Jonilson, Correa, Márcio Araújo (Marques, 16'/2ºT) e Ricardinho (Evandro, 30'/2ºT); Eder Luis e Diego Tardelli (Benitez, 37'/2ºT). Técnico: Celso Roth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!