quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Batalhão de Choque chega à estação de trem de Nilópolis


Centenas de passageiros estão revoltados e ocupam linha férrea.
Policiamento é reforçado nas estações da Baixada Fluminense.
Um grupamento do Batalhão de Choque (BPChoque) chegou à estação de trem de Nilópolis, na Baixada Fluminense, para conter a multidão que invadiu os trilhos e toma conta da plataforma.
Um problema em uma composição que qeguia em direção a estação de Nilópolis apresentou problema revoltando os usuários. A circulação de trem no ramal Japeri-Central do Brasil está interrompida por questões de segurança já que as pessoas ocupam a linha férrea.
Um vagão de um trem que teve que ficar parado na estação de Mesquita, antes da estação Nilópolis no sentido Centro do Rio, está pegando fogo e há muitas chamas e fumaça no local. Não há informações de feridos.
Policiais reforçam o policiamento nas estações da Baixada Fluminense para evitar depredações. A Supervia teria informado que não há como restituir o dinheiro do bilhete pago pelos passageiros.

Enguiço
Um trem que fazia o percurso Japeri-Central do Brasil enguiçou às 7h40 desta quarta-feira (7) devido a um problema operacional. Segundo a SuperVia, concessionária responsável, os passageiros desembarcaram na via férrea e caminharam até a estação de Nilópolis, na Baixada Fluminense.
Ainda segundo a concessionária, a composição apresentou problema a 100 metros da estação de Nilópolis, e centenas de passageiros desceram do trem e ocupam a linha férrea. A plataforma está superlotada.
A empresa aguarda a regularização da situação na estação de Nilópolis para retomar a circulação dos trens no ramal Japeri. Nos demais ramais a circulação é normal.

Um comentário:

  1. Batalhão de choque contra trabalhadores!
    A Imprensa chama estes trabalhadores de vândalos e desordeiros.
    A Supervia foi prvatizada, aumentou o preço da passagem e piorou em seu atendimento ao cliente.
    Em um país capitalista onde os empresáriso só pensam em lucros e as agências fiscalizadoras normalmente são cooptadas pelos empresários causam estes tipos de problema e quando o povo, aquele que se chegar atrasado no trabalho perde o dia ou é dispensado pelo patrão se revolta é considerado vândalos e desordeiros.
    Em um país onde 1% da população detem aproximadamente 45% de sua riqueza é um pais ordeiro?
    Acho que o batalhão de choque, que foi criado para controlar o povo e proteger as instituições públicas e privadas em detrimento deste mesmo povo deve ser mandado é para Brasília.

    ResponderExcluir

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!