domingo, 27 de setembro de 2009

Histórias de Queimados


Em 29 de março de 1858, a família imperial, a bordo do primeiro trem da Estrada de Ferro D. Pedro II, seguia em missão especial para inaugurar o trecho de 48 km compreendido entre a Estação do Campo até Queimados. A população do lugarejo, que assistiu a solenidade, sentiu-se honrada pela visita do Imperador e entendeu aquele momento como sendo o instante oficial da inauguração do povoado de Queimados.
No século XVIII, a localidade onde está situado o Município de Queimados fazia parte das terras da freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Marapicu. Esta foi a última das freguesias do então Município de Iguassu, que era posto ainda pelas freguesias de Nossa Senhora da Piedade do Iguassu, Santo Antonio da Jacutinga, Nossa Senhora do Pilar e São João de Zmiriti. A Freguesia de Nossa Senhora do Marapicu, por sua importância economica, acabou recebendo o titulo de Freguesia Perpétua.
Com a expansão da economia cafeeira, em meados do século XVIII, foi construída a Estrada de Ferro D. Pedro II, trazendo mais prosperidade ä região. O projeto inicial desta ferrovia previa a extensão dos trilhos até a Freguesia de Nossa Senhora de Belém e Menino Deus, atual Jacutinga, que chegou a construir um prédio para sediar a estação. Porém, milhares de operários chineses, construtores da estrada, foram vitimados tanto pela Malária quanto pela epidemia de cólera, que arrasou toda a Colonia, em 1855. Como a morte dos Chineses iria retardar o assentamento dos trilhos, rapidamente foi construída a Estação de Queimados.
Segundo a historia, a origem do nome do Município deve-se a este acontecimento, uma vez que os Chineses tinham por costume queimar os seus mortos. Este costume criou entre os populares, que tinham que passar pelo local onde os Chineses haviam sido queimados, a seguinte forma de indicar o caminho: "vou pela estrada dos queimados", o que acabou por nomear a localidade.
Desde 1833, a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Marapicu correspondia a um Distrito Eclesiástico, que era subordinado á Câmara da Cidade do Rio de Janeiro, representado por um Intendente que ficava em Nova Iguaçu, naquela época Vila de Iguassu. Marapicu e Queimados estiveram, durante muito tempo, disputando a sede deste distrito. Em 1944, sob o decreto Lei Estadual, nº l063, Queimados passa a ser o 2º Distrito de Nova Iguaçu.
Transcrição de "Queimados do sonho à realidade"
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Queimados, pelos decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A de 30-06-1892, subordinado ao município de Iguaçu.
Pela lei estadual nº 1008, de 11-10-1911 ou 1028, de 03-11-1892, o distrito de Queimados passou a ser grafado Queimado.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Queimado figura no município de Iguaçu.
Foi restabelecida a antiga sede por lei estadual nº 1634, de 18-11-1919, voltando a mesma para Queimados pela lei estadual nº 1799, de 09-01-1924.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Queimados figura igualmente no município de Iguaçu.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 392-A, de 31-03-1938, o município de Iguaçu passou a denominar-se Nova Iguaçu, o distrito de Queimados figura no município de Nova Iguaçu ex-Iguaçu.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Queimados figura no município de Nova Iguaçu.
Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, foi anexado ao distrito de Queimados, uma pequena faixa de território do distrito de Tairetá, do município de Vassouras (zona da estação de Belém).
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Queimados permanece no município de Nova Iguaçu.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-XIII-1988.
Elevado a categoria de município com a denominação de Queimados, por estadual nº 1773, de 21-12-1990, desmembrado de Nova Iguaçu. Sede no antigo distrito de Queimados. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993.
Em "Síntese"de 31-XII-1994, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Gentílico: queimadense


Fonte: Biblioteca IBGE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Revista Queimados é o maior veículo de comunicação da cidade!!!