quinta-feira, 21 de junho de 2018

Queimados recebe missionário Dunga na próxima sexta-feira

Município vai sediar quarto encontro Pré-PHN que contará ainda com apresentação da comunidade Colo de Deus
Redação - O Ginásio Municipal Metodista, em Queimados, recebe na próxima sexta-feira (29), a partir das 18h, o quarto encontro Pré-PHN (Por hoje não vou mais pecar), evento católico realizado pelo Grupo Força Jovem, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que tem o intuito de evangelizar jovens e arrecadar alimentos para instituições de caridade do município. O ponto alto da atividade fica por conta da pregação, louvor e adoração realizada pelo missionário Dunga, da Canção Nova. A entrada é 1 kg de alimento não perecível e a classificação é livre.
evento iniciará com show da Comunidade Colo de Deus, de Curitiba. Entre as canções, estão: “Queima de novo”, “Yeshua”, “Fogo abrasador”, entre outras. Após, o missionário Dunga subirá ao palco para o momento mais marcante da noite. Além de interpretar sucessos, como: “restauração”, “o meu lugar é o céu”, “realiza o milagre em mim”, o artista fará uma pregação e, em seguida, o momento de adoração com o Padre Cesar Lino, assessor da Juventude da Regional IX, que pertence à Diocese de Nova Iguaçu.
Há oito anos como coordenador do Grupo Força Jovem, Thiago Oliveira, de 32 anos, ressalta a importância para evangelização da juventude. “Esperamos que seja um evento impactante que a presença de Deus fale forte com os jovens da cidade e o povo em geral. Nossa expectativa é reunir cerca de  2 mil pessoas de toda a Baixada Fluminense”, disse.
FICHA TÉCNICA:
Assunto: Pré-PHN
Data: 29/06/2018
Horário: 18h
Local: Ginásio Metodista (Avenida Vereador Marinho Hemetério de Oliveira, s/n – Vila Pacaembu)
Entrada: Franca

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Bandidos levam dinheiro de Caixa Eletrônico

Redação - Um tiroteio assustou moradores do São Roque, na manhã desta quarta (20). Enquanto dois vigilantes estavam fazendo a manutenção de um caixa eletrônico em uma farmácia, na estrada do Lazareto, meliantes armados levaram cinco gavetas com dinheiro, após intensa troca de tiros. Não foi informada a quantia levada pelos criminosos. 

Apesar do susto, ninguém foi ferido e os bandidos fugiram levando o dinheiro. A polícia faz diligência na área para tentar encontrar pistas dos meliantes. 

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Indicadores de violência caem nos primeiros cinco meses em Queimados

Números são em relação aos cinco primeiros meses 2016, ano do levantamento do "Atlas da Violência" que colocou o município como o “mais violento do Brasil”
  
Redação - O município de Queimados, na Baixada Fluminense, vê uma queda significativa no número da criminalidade nos primeiros cinco meses deste ano. Os dados são em relação ao mesmo período de 2016, ano do levantamento do "Atlas da Violência" que colocou o município como o “mais violento do Brasil”. Os dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP/RJ) mostram uma queda em 11 indicadores de violência: homicídios dolosos e culposos, lesão corporal culposa e dolosa, roubo a comércio, bancos, veículos, cargas, coletivos e a transeuntes, além do total de roubos.
Na última semana, os dados do Atlas da Violência nos municípios colocou Queimados, na Baixada Fluminense, como a cidade mais violenta do país, entretanto, os números são de 2016, ou seja, defasados. Após viver um período de guerras entre facções, algumas ações da Prefeitura, em parceria com a Polícia Militar, somado a um aumento no efetivo do 24° BPM, mostraram resultado.
O governo municipal tem atuado desde 2017 muito mais do que órgão auxiliar, como preconiza a constituição e  colocou em prática uma série de medidas com o objetivo de diminuir a criminalidade e aumentar a sensação de segurança. A Prefeitura doou, por exemplo, um imóvel do município para a implantação de uma companhia destacada em uma área de alta mancha criminal, no bairro Pedreira. Outras medidas adotadas estão: a Ronda Municipal com policiais pagos pela prefeitura, através do PROEIs, reforma de cabinas da polícia e até conserto de viaturas.
As novidades não param por aí. Na próxima quarta-feira (20), acontecerá, a partir das  10h, no Teatro Metodista, a formatura da primeira turma da Guarda Municipal. Entre as principais atribuições dos profissionais, estão: a preservação do patrimônio, a fiscalização dos espaços e equipamentos públicos e o controle do trânsito no âmbito municipal. “Vai possibilitar que os policiais possam atuar cada vez mais em áreas periféricas no combate ao crime. Tudo que está ao nosso alcance, estamos fazendo a nossa parte. Precisamos que o estado, agora com a intervenção, olhe mais para a Baixada da mesma forma como olha para a capital”, concluiu o prefeito Carlos Vilela.
Principais quedas na comparação entre os cinco primeiros meses de 2016 e 2018 Fonte - ISP/RJ:
·         ROUBO A BANCOS (- 100%)
·         LESÃO CORPORAL CULPOSA  (– 49,6%)
·         ROUBO A CARGAS  (– 46,1%)
·         LESÃO CORPORAL DOLOSA ( – 42,7%)
·         ROUBO A TRANSEUNTES  (– 31%)
·         HOMICÍDIO DOLOSO ( -29%)
·         TOTAL DE ROUBO (– 20%)
·         ROUBO A COMÉRCIO  (– 18,1%)
·         ROUBO A VEÍCULOS  (– 14,5%)
·         HOMICÍDIO CULPOSO ( – 11,1%)
·         ROUBO A COLETIVOS  (– 3%)

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Juventude lota Câmara de Queimados e faz ato de desagravo ao vereador Elerson e ao deputado Flávio Bolsonaro

Parlamentar de Queimados ofereceu título de cidadão queimadense ao político, pelos "relevantes serviços prestados à cidade"

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em péRedação - Uma noite polêmica e das mais agitadas da história recente da Câmara Municipal de Queimados. Cerca de 200 jovens lotaram o plenário vereador Mauro Ferreira de Castro para protestar contra a homenagem concedida pelo vereador Elerson Leandro (PPS) ao deputado estadual Flavio Bolsonaro (PSL).
Tão logo publicado no Diário Oficial do município, o título honorífico de Cidadão Queimadense - honraria concedida a personalidades que prestaram relevantes serviços ao município - já causou polêmica. Militantes de diferentes correntes partidárias se manifestaram pelas redes sociais, com cartazes colados pelas ruas e, nesta terça-feira (12), dia dos namorados, o clima não foi nada romântico na casa de leis da cidade.

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péEntoando palavras de ordem contra o vereador autor da proposta e o deputado estadual, os militantes manifestaram sua indignação com tal homenagem. Aos gritos de "fascistas não passarão", a juventude presente ao local reafirmou também suas bandeiras como a defesa dos direitos da mulher e do movimento LGBT. Bolsonaro precisou ser escoltado pela polícia para conseguir deixar o local.
"A juventude de Queimados não reconhece o título concedido pela Câmara dos vereadores a Flávio Bolsonaro. Machista, racista, homofobico, e pior, apoia a entrega das riquezas do país, e foi no único deputado que votou a favor do fechamento de escolas estaduais no RJ. Não representa o povo de Queimados". disse Luísa Curty, do Levante Popular da Juventude.

Nas redes sociais, o deputado estadual ironizou a manifestação e enfatizou que o pessoal da "esquerda" não ter o que fazer no Dia dos Namorados. O curioso é que na postagem, Flávio só se refere ao vereador Elerson uma vez. O destaque no vídeo é dado para uma pré-candidata de Queimados. No fim, eles comem "coxinhas" de forma irônica ao manifesto.

Em outra parte do vídeo, o deputado usa a expressão "É melhor Jair se acostumando", fazendo referência ao seu pai, Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência da república.

As redes sociais bombaram com a vinda do Deputado a Queimados. Muitas críticas e elogios à atitude do vereador Elerson. Cabe à Revista Queimados noticiar os fatos, sem expressar opinião política. 

Cadeia cheia: Sete homens acusados de tráfico são presos

Uma grande quantidade de drogas também foi apreendida no Morro do São Simão e Caixa D'água
A imagem pode conter: 13 pessoasRedação - Uma ação conjunta entre policiais da 55º DP com o 24°BPM no São Simão e no Morro da Caixa D'água resultou em prisões e apreensões em Queimados, na Baixada Fluminense. A operação realizada desde às 6h da manhã teve o objetivo de desbloquear vias e acabar com roubo de veículos e a venda de drogas na região.
Sete criminosos foram detidos. Dentre eles, um homem conhecido como DL, identificado como gerente do tráfico. Ele é apontado pela polícia como participante de ataques a bares na região, onde traficantes atiraram contra clientes como forma de represália pela queda da venda de drogas. Nestas ações criminosas,  duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas. O acusado tem um mandado de prisão expedido por tráfico de drogas.
Nesta operação foram apreendidos: 02 (duas) munições intactas Cal. 9mm; 01 (uma)  munição intacta Cal. 40mm; 900 (novecentos) pinos de cocaína de R$5,00; 500 (quinhentos) pinos de cocaína de R$10,00; 44 (quarenta e quatro) pinos de cocaína de R$15,00; 100 (cem) trouxinhas de maconha de R$ 10,00; 13 (treze) pinos de cocaína de R$20,00 (vinte reais) e 02 (dois)  rádios transmissores baofeng em pleno funcionamento na frequência do tráfico local.
Os acusados foram levados para a 55 DP e todos os presos foram acusados pelos crimes de tráfico, associação ao tráfico e porte ilegal de munição de calibre restrito.

terça-feira, 5 de junho de 2018

É CAMPEÃ! Queimadense conquista ouro no mundial de Jiu-Jitsu, nos EUA

Júlia Alves, de 17 anos, precisou fazer rifas para custear viagem e hospedagem. Na bagagem ela traz o ouro do mundial e a prata do Panamericano 

Redação - O ouro é do Brasil! A lutadora queimadense Júlia Alves, de apenas 17 anos, se superou e conquistou o lugar mais alto do pódio no Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu Juvenil, disputado em Long Beach, Califórnia, nos Estados Unidos, no último sábado (2). A jovem, que até vendeu rifas e recebeu doações para custear sua participação na competição, venceu as duas lutas que fez e faturou a medalha dourada pela primeira vez.
Júlia volta ao Brasil na próxima quarta e familiares e amigos prometem fazer uma grande festa para receber a atleta. A jovem trará na bagagem, além de uma inesquecível experiência internacional, duas medalhas importantes para sua carreira. O ouro no mundial não foi a única conquista. A moça também conquistou a prata no Panamericano da modalidade, em Irvine, Califórnia, realizado em março.
Após a medalha, a jovem falou sobre os desafios enfrentados e o que o título representa em sua vida: “Só eu sei o que passei aqui nos Estados Unidos, as frustrações que tive que superar. Não foi uma conquista de agora, foram três anos me preparando. Aprendi que para ser campeão não precisamos somente treinar, existem várias outras coisas que formam um caráter vencedor. São desafios diários. Volto para o Brasil com a medalha de campeã mundial, mas também um ser humano melhor”.
Logo na primeira luta, Júlia teve que vencer seus próprios medos. Há pouco menos de três meses, a brasileira perdeu a grande final do Panamericano contra a norueguesa Astrid Scholin. Na luta, realizada em abril, Júlia estava com fortes dores no joelho e nem os analgésicos foram suficientes para a vitória da queimadense. O destino colocou as atletas frente a frente novamente, mas com um desfecho diferente. No fim, a brasileira venceu por pontos: 5 a 0.
Já a esperada final foi contra a americana Caedyn Quitevis. Uma disputa acirrada e com o resultado conquistado nos minutos finais. “Dei minha vida. Era o título que eu estava me preparando há bastante tempo. Na luta passava um filme em minha cabeça. Minha família, meus amigos, pessoas que acreditaram em mim. Era o potencial colocado à prova. Felizmente deu tudo certo. Dedico a todos da minha equipe e de minha cidade”, destacou Júlia.
Com mais estas conquistas, o currículo de Júlia, está cada vez melhor, já são 13 títulos. Em 2017 ela subiu ao pódio 11 vezes em competições oficiais, alcançando o primeiro lugar em oito oportunidades. Entre os títulos conquistados pela jovem, se destacam a medalha de ouro em quatro etapas da FJJD-Rio (Federação de Jiu-Jitsu Desportivo do Rio de Janeiro) e Peso e Absoluto do Sul-Americano, em São Paulo, na categoria juvenil feminino leve, até 56,5 kg.
Um dos grandes incentivadores da carreira de Júlia é o secretário de Esporte e Lazer de Queimados, Júlio Coimbra. Ele vibrou com a conquista da jovem queimadense e relembrou momentos difíceis da atleta: "Sempre foi notório o potencial dela. Mas quando teve uma contusão na clavícula ela se abateu muito. Eu não podia deixar um talento deste parar no meio da caminho. Felizmente conseguimos realizar todo o tratamento para que hoje ela pudesse ser campeã mundial", ressaltou.