quinta-feira, 21 de julho de 2016

Muito trabalho em busca da primeira chance


                                                                       
Maycon Pinheiro busca conhecimento para entrar no mundo do futebol como treinador

Buscando incansavelmente um futuro promissor no futebol, o queimadense Maycon Pinheiro vem, cada vez mais, se preparando e aprimorando seus conhecimentos esportivos. Atrás de realização do sonho de ser treinador de um grande clube, o moço já é uma realidade e, agora, aguarda a grande chance para deslanchar na carreira. Profissional de Educação Física e formado como técnico de futebol,  ele espera a primeira chance no mercado. Enquanto isso o jovem de 32 anos não para. Na última semana, ele viajou para Campinas-SP, onde fez estágio no Guarani, e trouxe grandes aprendizados.



Ao lado do treinador Marcelo Chamusca, irmão do Péricles Chamusca, campeão da Copa do Brasil com o Santo André em 2004, Maycon participou de treinamentos e preleções, conheceu as instalações do Bugre, campeão Brasileiro em 1988, e acompanhou a vitória dos paulistas sobre o Ypiranga - RS por 2 a 1 pela Série C do Campeonato Brasileiro. Com esta experiência no futebol profissional, o jovem trouxe para Queimados muitos aprendizados. 

Conhecedor da dificuldade no mercado, Maycon espera a chance de começar por baixo e busca a oportunidade de comandar um time de menor expressão: Depois de me formar, agora eu estou fazendo esses estágios, para abrir uma porta para eu começar a mostrar meu trabalho, num time de série C, B do Carioca. Este é o início para a maioria. É sempre sofrido", destacou.

Enquanto a primeira oportunidade não chega, Maycon continua tocando o seu projeto social em Queimados e planeja novos estágios em grandes clubes do país.

Estamos na torcida!

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Homem faz mulher refém e os dois morrem na Baixada

Um homem e uma mulher morreram em Duque de Caxias, Região Metropolitana do Rio, depois que ela foi feita refém dentro de casa, de acordo com a Polícia Militar.  No local estava também uma criança, que foi liberada após negociação entre policiais e o criminoso, segundo a corporação. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (19) no bairro Parque Paulista.
A Polícia diz que, quando chegou ao local, o homem já havia efetuado um disparo. Quando ouviu o segundo tiro, entrou na casa para socorrer a vítima. Ainda de acordo com a corporação, ela estava coberta na cama com o autor do crime. Ele atirou contra si próprio e os dois morreram.
A criança foi levada a um pronto socorro e o caso será investigado pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) e os Bombeiros também foram acionados.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Vendedora morre após ser atingida por bala perdida

Rio - Uma mulher, de 52 anos, foi morta após ser atingida por uma bala perdida, na tarde desta segunda-feira, em Japeri, na Região Metropolitana do Rio. Sônia Maria de Oliveira trabalhava em uma carrocinha de cachorro-quente em frente à Praça Olavo Bilac e à Paróquia Senhor do Bonfim, em Engenheiro Pedreira. Ela foi atingida perto de sua casa.

Segundo a polícia, na ocasião, havia um confronto entre facções criminosas na região. A prefeitura de Japeri decretou três dias de luto na cidade em homenagem à vítima. Por meio das redes sociais, amigos, parentes e internautas lamentaram a morte de Sônia. "Todo fim de semana a via na praça. Sentirei saudade", disse um deles. "Que Deus conforte o coração da família", desejou outro.

domingo, 10 de julho de 2016

Nove pré candidatos a vereadores já foram assassinados na Baixada

Vítima foi identificada como Berem do Pilar, pré-candidato a vereador  em Duque de CaxiasNos últimos nove meses, dez políticos foram assassinatos na Baixada Fluminense. A sequência de crimes intriga os policiais da Delegacia de Homicídios. Para os investigadores, todos os casos podem ter motivação política. Os primeiros crimes ocorreram em novembro do ano passado. Foram assassinados o vereador Darlei Gonçalves Braga, do PTB, em Paracambi, e o pré-candidato Luciano Nascimento Batista, em Seropédica. 
Em dezembro, outros dois pré-candidatos foram mortos. Nelson Gomes de Souza, do PSC, foi morto em São João de Meriti, e o ex-vereador Marco Aurélio Lopes, DEM, foi executado em Paracambi. Em janeiro, o vereador Geraldo Gerpe foi assassinado em Magé.
Passados quatro meses, em junho, mais três políticos foram assassinados na Baixada. Em Nova Iguaçu, o pré-candidato Anderson Vieira Gomes foi morto em uma emboscada. Já Leandro da Silva Lopes foi assassinato a tiros ao sair de casa em Duque de Caixas. Também em Nova Iguaçu foi morto o PM e pré-candidato Manoel Primo Lisboa.
Em julho, a polícia já registrou outros dois assassinatos de políticos, ambos em Duque de Caxias. O primeiro crime ocorreu no dia 2. A vítima, conhecida como Berem do Pilar, foi metralhada na porta de casa. Já na noite desta quarta-feira (6) a vítima foi Denivaldo Silva, executado no estacionamento de um shoppping.
Imagens gravadas pelo circuito de vigilância do shopping mostram um homem usando uma camisa com a inscrição da Polícia Civil atirando sete vezes no para-brisa do carro de Denivaldo. Depois, o atirador vai pra janela do motorista e dispara pelo menos mais uma vez, enquanto um segundo homem, com camiseta igual da Polícia Civil, atira outras nove vezes no para-brisa.
Denivaldo morreu na hora. A mulher dele, que estava no carona, foi socorrida em estado grave. O filho do casal, que estava no banco de trás do carro, não foi atingido. Segundo a polícia, os atiradores abandonaram um carro próximo ao local do crime. Dentro do veículo havia uma touca e um distintivo falso da polícia.A Divisão de Homicídios investiga se os crimes de Caxias têm relação. Uma das evidências apontadas pelos investigadores é o grau de violência empregado em cada um dos assassinatos.
“A polícia envereda neste mundo, mundo da política, para tentar entender quais eram as conexões de cada vítima, qual o partido pertencia, se era situação, se era oposição. Tentar entender este universo muito particular da política pré-eleitoral e, a partir daí, saber de onde surge a motivação criminosa”, disse o delegado Giniton Lages.
Segundo o delegado, a participação de policiais nestes crimes não está descartada.
“Há algumas coincidências. Todos eles registram o emprego de armas de grosso calibre .40 e em pelo menos dois casos a presença do fuzil 556. Armas de uso exclusivo das forças de segurança. A gente pode perceber pelas imagens que há uma certa perícia no emprego da arma de fogo”, destacou Giniton.
MPF demonstra preocupação com eleições

Esses crimes reforçam a preocupação do Ministério Público Federal no Rio em relação à segurança nas eleições municipais. O setor de inteligência da procuradoria já identificou a atuação de milicianos junto a pré-candidatos na Baixada Fluminense e também na Zona Oeste do Rio.

“Nós temos informações da inteligência desse sentido, de que há um movimento nesse sentido, determinados candidatos que serão apoiados, receberão a simpatia, vamos dizer assim, da milícia, e certamente irão contrapor a outros candidatos, o que é inadmissível”, disse o procurador Sidney Madruga.

Polícia prende gerentes do tráfico de três comunidades em Queimados

Redação - Uma operação do serviço reservado do 24 BPM (Queimados) resultou na prisão dos gerentes do tráfico de drogas das comunidades da Pedreira, São Simão e do Morro do Cocô, em Queimados. A ação realizada neste sábado (9), também culminou na apreensão de uma grande quantidade de drogas. O êxito foi possível após um trabalho minucioso da equipe de inteligência. Foram duas semanas de investigação até a execução da diligência.

Segundo a Polícia Militar, o homem preso, conhecido como Pereba, era o líder do São Simão; Já o segundo, identificado como Xeribom comandavam outros dois pontos de venda de drogas da cidade: Pedreira e Morro do Cocô. 

O ponto alto da ação, de acordo com a polícia, foi a ação deflagrada sem o disparo de nenhum tiro. Além das prisões, os policias apreenderam 414 pinos de cocaína, 291 frascos de loló,  2 aparelhos celulares, 2 cadernos de anotações e 70 reais em espécie. 

A ocorrência foi registrada na 48 DP (Seropédica).

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Noite de pregação e adoração com Dunga

Lágrimas, louvor e muita emoção vão tomar dos fiéis nesta sexta-feira (08), às 18h, no Ginásio Municipal Metodista, em Queimados. O motivo será apresentação do missionário Francisco José dos Santos, o Dunga, da Comunidade Canção Nova. O evento, que será realizado pelo Grupo Força Jovem, faz parte do II Encontro Pré do Movimento Por Hoje Não vou Mais Pecar (PHN). O encontro de pregação e adoração terá apoio da Prefeitura de Queimados e a entrada para o show será um quilo de alimento não perecível, que serão doados para instituições de caridade.  

Dunga é considerado uma das figuras simbólicas ligadas a juventude da comunidade católica. O missionário é conhecido por participar de acampamentos de oração, encontros religiosos, congressos e peregrinações exercendo seu ministério de pregação e música no Brasil e no mundo. Suas pregações e músicas buscam levar os jovens a um profundo encontro de conversão. 

O Ginásio Municipal Metodista fica na Avenida Vereador Marinho Hemetério de Oliveira, s/n° - Vila Pacaembu.