sábado, 19 de novembro de 2016

Copa Verde: São Miguel vence e Funkeiros e River ficam no empate

Leandro Machado - Duas partidas marcaram a abertura da Copa Verde neste sábado, e mostraram o equilíbrio da competição este ano. Cerca de 500 pessoas acompanharam no Queimadão os jogos do Grupo A que reúne os dois campeões das edições anteriores. O Funkeiros, que levantou a taça em 2014, suou para empatar em 2 a 2 com o River Plate. Já na segunda partida, o atual campeão, Santa Rita, perdeu por 1 a 0 para o São Miguel e vai ter que reverter o placar adverso no próximo sábado se quiser continuar na luta pelo bi campeonato. Amanhã acontecem os jogos do Grupo B, a partir das 9h, novamente no estádio do Queimados. Vitória e Vem com Vinte se enfrentam na abertura e Sumatra encara o Petisko, às 11h, com entrada franca.

Com o gramado castigado por causa da chuva, foi difícil manter um futebol com a bola no chão. Logo na primeira partida se via
bastante água no gramado, mas o campo castigado não foi problema para Pokemón abrir o placar para o River Plate contra o Funkeiros. No segundo tempo, Rato e Alan viraram a partida, mas após falha do goleiro, Daniel empatou a partida no final. Com o 2 a 2, a partida de volta no próximo sábado promete ser emocionante. Um novo empate leva a decisão da vaga para os pênaltis. Quem vencer se classifica.


Na segunda partida, sem muita técnica, o “jogo dos santos”, entre Santa Rita e São Miguel, foi marcado por chutões e muitas reclamações. Com o gramado ruim, o bom futebol não apareceu e, apenas num lance de sorte, o São Miguel fez o gol da vitória com Popó. Após falta mal cobrada, o jogador apareceu entre os zagueiros em condição legal e decretou o resultado final do jogo. Os vencedores jogam pelo empate no próximo sábado para avançar às semifinais. 

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Em clima de emoção e rivalidade, Copa Verde começa neste sábado


Leandro Machado - Muita emoção a partir deste sábado (19) no gramado do Queimados Futebol Clube. Neste final semana começa um dos mais emocionantes torneios de futebol da cidade. A Copa Verde chega à sua terceira edição com a participação de oito times que buscam o troféu e os três mil reais de premiação para a equipe campeã. E não vai faltar disposição para alcançar o objetivo. No sábado (19) acontecerão os confrontos do Grupo A e no domingo (20) os jogos do Grupo B. Todas as partidas serão disputadas no Queimadão e a entrada é franca. A competição é realizada pela LIFA Sports, apoio da Prefeitura de Queimados e terá total cobertura da Revista Queimados. 

Os dois campeões das edições anteriores estão no Grupo A.  O Funkeiros inicia sua luta pelo bicampeonato contra River Plate, no sábado, as 9h. Os mandantes foram campeões em 2014. Em seguida, às 11h,  o  atual campeão, Santa Rita, encara o São Miguel prometendo ir com tudo em busca do bi campeonato.


Já no domingo, às 9h, Vitória e Vem com Vinte devem uma partida equilibrada onde não há favoritos. No outro jogo do dia,  Sumatra e Petisko encerram, às 11h, a primeira rodada da competição. Os confrontos da volta serão realizados nos dias 26 e 27 de novembro.

Emoção até o dia 10 de dezembro

Os jogos serão disputados em ida e volta e os vencedores estão classificados às semi finais. A grande final será realizada no dia 10 de dezembro, também no Queimadão.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Finados com os cemitérios cheios em Queimados

Cerca de 10 mil pessoas visitaram os cemitérios do Centro e do Vale da Saudade para prestarem homenagens aos falecidos. Teve missa e até serviços gratuitos de saúde

Visitantes acenderam velas para homenagear falecidos
Felipe Carvalho - Rio. O feriado de Finados foi marcado por missas, homenagens e até serviços gratuitos de saúde em Queimados, na Baixada Fluminense. Revitalizados recentemente pela prefeitura, os dois cemitérios do município: o do Centro e o Vale da Saudade, no bairro Vila São Francisco, receberam cerca de 10 mil visitantes. Durante a semana, os locais passaram por um mutirão de limpeza realizado pela secretaria de Conservação e Serviços Públicos, que incluíram capina, raspagem, limpeza e pintura. Tudo para acomodar melhor o público, que aproveitou a data para visitar os túmulos dos seus entes queridos falecidos.

Missa realizada pela paróquia de São Francisco, no Centro
Pela manhã, as Paróquias de São Francisco de Assis e Nossa Senhora de Fátima realizaram as tradicionais missas de finados, em memória aos fiéis falecidos, nos cemitérios do Centro e Vale da Saudade, respectivamente. O tradicional hábito de acender velas ao redor do cruzeiro do cemitério do centro foi mantido.

Missa realizada pela paróquia de Fátima, no Vale da Saudade
Quem foi até esses locais, teve a oportunidade também de colocar a saúde em dia. Em parceria com a prefeitura local, a Rede de Funerárias Envida Rio ofereceu gratuitamente exames de aferição de pressão e verificação de glicose à população. “Estamos com cerca de 120 colaboradores distribuídos em cemitérios aqui da Baixada, no Sul do Estado e também na Região Serrana. Só em Queimados, esperamos cerca de 5 mil atendimentos”, revelou o empresário Adriano Castilho, proprietário da Envida Rio.

Envida Rio ofereceu exames de saúde grauitos
O casal de aposentados Enock Marques, 66 e Engracia Maria de Lima, 66, é um dos que sempre frequentam o cemitério do centro no dia de Finados, mesmo residindo no Guarujá, em São Paulo. “Aproveitamos o feriado para visitar a nossa família que mora no bairro Vila Americana aqui em Queimados. Não podemos deixar de vim rezar pelas almas dos nossos parentes falecidos, já virou tradição”, disse Enock, que aproveitou a visita ao local para verificar a glicose ao lado da esposa.

Conforto e comodidade para os visitantes

Existente desde a época de D. Pedro I, no período Imperial, o cemitério do centro foi totalmente revitalizado pela prefeitura. A melhoria nos acessos, a recuperação da via central do local, a criação de uma via lateral rampeada para os deficientes físicos, a reforma e construção de sepulturas, a criação de 1000 vagas para nichos e a climatização das capelas estão entre as melhorias. 

Acima, o diretor do cemitério do Centro, Marcelo Reis. Abaixo,
casal visita túmulo em local que conta com rampa de acesso
“Vamos investir cada vez mais em acessibilidade. Estamos reutilizando placas de sepulturas que iam para o lixo para fazer os meios-fios das novas vias que pretendemos fazer para facilitar a locomoção dos visitantes”, adiantou o administrador, Marcelo Reis. Segundo ele, o cemitério tem cerca de 14 mil sepultamentos registrados, “todos estão digitalizados”, afirma.
Cemitério Vale da Saudade foi arborizado e conta com moderno
sistema de tecnologia

Já o cemitério Vale da Saudade, inaugurado há 19 anos, tem cerca de 8 mil sepulturas registradas e uma dimensão 11 vezes maior do que o cemitério central. O espaço é equipado com três capelas climatizadas e dois carrinhos elétricos, um que carrega passageiros com dificuldade de locomoção e outro que carrega o caixão. Para arborizar e refrescar o ambiente, a prefeitura plantou mais de 2 mil espécies de árvores, entre elas palmeiras imperiais e frutíferas. “Mas o maior legado sem dúvidas foi a criação do nosso sistema de informatização. Todas as guias e sepulturas são digitalizadas”, destacou o administrador Leandro Telles.


Quem precisou utilizar o sistema, foi o morador do Fanchem, Luciano Ferreira, de 39 anos. Ele conseguiu localizar em poucos minutos o túmulo onde foi enterrada a mãe há pouco mais de um ano. “É uma facilidade para as famílias, principalmente num dia difícil como esse. Ameniza o nosso sofrimento. Antes, tinha que procurar no livro ou no arquivo, tudo era muito demorado”, concluiu.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Cuidado com a saúde no Dia de Finados

Redação-Rio. Finados não é dia apenas de homenagear os entes queridos, é dia também de cuidar da saúde. Na próxima quarta-feira (2), quando o número de visitas aos cemitérios deve mais que dobrar, o Grupo Envida Rio manterá equipes de enfermagem em sete cemitérios da Baixada, das 8h às 17h.  A ação tem por objetivo, oferecer gratuitamente exames de aferição de pressão e verificação de glicose nos visitantes. Na ocasião, as pessoas também poderão adquirir jazigos do mais novo cemitério que está sendo construído na Baixada, o “Jardim Envida Rio”, que contará com 5.818 lotes e 3.400 gavetas. O lançamento da pedra fundamental do empreendimento, que está sendo construído em Queimados, deve acontecer ainda este ano.

De acordo com o proprietário da Envida Rio, Adriano Castilho, a empresa realizada esse tipo de ação há quase duas décadas.  “Reparamos que muita gente ficava nervosa e passava mal ao visitar o túmulo do seu ente querido. Manter as equipes de enfermagem na porta dos cemitérios foi a forma que encontramos de ajudar as famílias a prestarem suas homenagens. Esse apoio é o grande objetivo no dia de finados, mas também buscamos trazer uma reflexão sobre a vida e, claro, fortalecer a nossa marca”, destaca Castilho.

Já a diretora administrativa da empresa, Denise Castilho, lembra a importância de oferecer os exames gratuitos à comunidade: “Muitos dos que visitam os cemitérios nesta data já contam com os exames que oferecemos. Já encontramos casos graves que tiveram que ser encaminhados imediatamente ao hospital”, recordou a proprietária.

Na Baixada Fluminense, sete cemitérios vão receber a ação, são eles: Cemitério Municipal de Queimados, Cemitério Vale da Saudade (Queimados), Cemitério Municipal de Nova Iguaçu, Cemitério Municipal de Japeri, Cemitério de Mucajá (Engenheiro Pedreira), Cemitério Carlos Sampaio (Austin) e Cemitério Municipal de Mesquita.

Jazigos disponíveis em cemitério sustentável 

Previsto para ser entregue no segundo semestre de 2018, o “Jardim Envida Rio” –   primeiro cemitério particular de Queimados, o segundo da Baixada Fluminense  – , está em construção num terreno de 31 mil metros quadrados, na Estrada Francisco Antônio Russo (Antiga Estrada de Caramujos). O espaço contará com áreas livres, salas, ruas, estacionamento, escritório para atendimento e quatro capelas climatizadas com sala de descanso e frigobar e capacidade para receber até 200 pessoas.

O cemitério será sustentável.  De acordo com Adriano Castilho, 85% da iluminação virão da energia solar e toda a água da chuva será drenada por calhas subterrâneas e tratada para irrigar a vegetação. O local também terá espaço para 1.080 nichos para guardar as cinzas e ossos de exumações.  “Os moradores da Baixada vão poder enterrar os seus parentes perto de casa, com muito mais conforto. Como a oferta de vagas é pouca na região, muitos acabam em cemitérios do Rio e não podem visitar os seus entes queridos com freqüência”, explica o empresário, destacando que atualmente a região só tem  o cemitério o Jardim da Saudade, em Mesquita, como projeto semelhante.

Quem for aos cemitérios contemplados pela ação de finados, vai poder se tornar um associado da empresa e assim ter 50% de desconto na compra dos jazigos com três espaços e das gavetas com um espaço, que nos preços originais saem a partir de R$ 15 mil e R$ 6 mil, respectivamente.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Ambientalista e artistas queimadenses fazem show benificente ‘Pra não esquecer Mariana’


O cicloativista e ambientalista queimadense Carlos Leandro, mais conhecido como Carlos Greenbike, estará realizando, na sexta, 04/11, a partir das 20 horas, no Salão do Cocão, na Rua Mondaine, no bairro São Roque, com apoio de artistas locais, um show musical beneficente, com vistas à arrecadação de recursos para uma incursão ecojornalística à Mariana e outros municípios atingidos pelo maior desastre ambiental de todos os tempos em nosso país, provocado pela queda da Barragem da Mineradora Samarco, que completa um ano no sábado  05 de novembro.

Na incursão, denominada ‘Na Rota do Rio Doce’, Carlos vai percorrer, de bicicleta, 650 km das margens do Rio invadido pela lama, munido de uma câmera ‘Go Pro’, registrando os danos ambientais que ainda perduram um ano depois e colhendo depoimentos dos principais atores sociais das populações afetadas, com vistas à produção de um documentário sobre a tragédia.

O Show ‘Pra não esquecer Mariana’, que é ao mesmo tempo  um ato de solidariedade e um alerta para não deixar cair no esquecimento esse triste  episódio da nossa história,  contará com a participação dos músicos queimadenses Garret Bragança, Raquel Batalha, Tati Novaes, Jorge Freire, Garreh Zin e Ismael Lopes, com início previsto para as 20 horas.


 Antes do show será exibido um vídeo com o registro da situação socioambiental da região nos primeiros  seis meses após a tragédia.

O ingresso custa R$ 10,00  e  poderá ser comprado no local ou antecipadamente com os  promotores do evento. Durante o show será servido, a preços populares, bebidas , caldos e petiscos.

Toda a renda do evento será destinada ao financiamento parcial de equipamentos e outas despesas relacionadas à ecoreportagem de Carlos Greenbike, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Ambiente de Queimados e de várias empresas como Portal Queimados, Salão do Cocão, Rancho Velho, TR Mega Bikes. IEVA, Instituto Moleque Matreiro de Educação Ambiental, HQT, Top Hair, entre outras. 

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Mais uma manhã sangrenta em Queimados

Redação - Quatro pessoas foram encontradas mortas na manhã desta sexta (21) no bairro Valdariosa. Os corpos foram deixados em locais diferentes. A polícia investiga o caso. Dois mortos já foram identificados. Um é conhecido como Salino e outro como Rai. 

Agora a polícia investiga a motivação dos crimes. Salino foi morto a pedradas. As fotos dos mortos se espalharam pelas redes sociais.  Em dois dias, nove pessoas foram encontradas mortas na cidade. 

Por respeito aos leitores e às famílias das vítimas, nós não divulgamos fotos  de mortos.